PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

E-titulo só tem validade como documento oficial de identificação na hora de votar

Apesar dos problemas de instabilidade, aplicativo veio em 2020 como mais uma opção para o eleitor consultar informações e ter acesso a serviços importantes

13:32 | 30/11/2020
 Internautas relatam a cobrança do valor de R$ 3,51 pelo não comparecimento às sessões de votação das Eleições 2020.  (Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)
Internautas relatam a cobrança do valor de R$ 3,51 pelo não comparecimento às sessões de votação das Eleições 2020. (Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)

Em 2020, o e-Título veio como mais uma opção para o eleitor consultar informações importantes antes de votar e funcionou até como a versão digital do título para quem fez o cadastro biométrico e tem a foto registrada. No entanto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) alerta que ele só é válido como documento oficial para fins de identificação na hora de votar.

Apesar dos problemas de instabilidade, o aplicativo móvel permitiu o acesso às informações cadastradas na Justiça Eleitoral e apresentou dados como: zona eleitoral, situação cadastral, além da certidão de quitação eleitoral e da certidão de crimes eleitorais.

Depois das eleições municipais 2020, ainda é possível usar o aplicativo para justificar a ausência nas urnas, por exemplo. O e-Título pode ser baixado nas plataformas Google Play (Android) e App Store (IOS). Conforme o TSE informou, 667.714 eleitores justificaram ausência na votação do segundo turno por meio do aplicativo.

LEIA MAIS | Veja como justificar sua ausência no primeiro e segundo turno das Eleições 2020

+ Saiba como evitar cancelamento do seu título de eleitor e regularizar situação eleitoral