Participamos do

Eleições em Massapê: Aline Albuquerque recebe 40% dos votos e se elege próxima prefeita do município

O resultado foi divulgado na noite deste domingo, 15, horas após o encerramento da votação
00:51 | Nov. 16, 2020
Autor Alan Magno
Foto do autor
Alan Magno Estagiário de jornalismo
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Aline Albuquerque Lora (PP), candidata pelo Progressista (PP), conquistou 10.132 votos, o equivalente a 40,35% de todos os votos registrados, e foi eleita como próximo prefeita de Massapê, na zona norte do Ceará. Aline disputou as eleições de 2020 com Jacques Albuquerque (PSD), que somou 32,19%, o equivalente a 8.083 votos.

João Pontes (PSDB) acumulou 6.450 votos (28,15%), enquanto Geradim (PODE) 1,61% e Jameli Oliveira está com 0,42%.

A contagem dos votos foi feita eletronicamente no sistema do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), subordinado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Votos brancos corresponderam a 1,47% dos registrados, com 384 casos. Votos nulos pontuaram 2,75% dos registros, com um total de 721 casos. 

ELEIÇÕES EM MASSAPÊ

Município da Serra da Meruoca limítrofe a Sobral, Massapê sustenta uma disputa eleitoral também permeada por relações familiares, especialmente entre dois dos principais concorrentes.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Atual prefeito, Jacques Albuquerque migrou do MDB para o PSD e uma forte campanha para tentar a reeleição em 2020. O clima familiar na política do município se fortalece pelo fato de que sua concorrente direta é também sua sobrinha, a advogada Aline Albuquerque (PP).

A candidatura de Aline sustentada pelo pai dela, o deputado estadual e atual secretário das Cidades do Ceará, Zezinho Albuquerque (PP) – irmão do atual prefeito. O tema de sua campanha foi pautada em mudanças e promessas de uma nova visão para a política local, ainda que os atuais gestores sejam seus familiares.

ELEIÇÕES 2020

Todo cidadão brasileiro alfabetizado, maior de 18 anos e legalmente capaz é obrigado a votar. O voto é facultativo para os eleitores analfabetos, os maiores de 70 anos, e os que têm entre 16 e 18 anos. Aqueles que não compareceram às urnas neste domingo devem justificar a ausência dentro do prazo estimado pela Justiça eleitoral, caso contrário ficará impossibilitado de emitir passaporte e carteira de identidade entre outras coisas. 

LEIA MAIS | O que acontece se o eleitor não votar? Saiba como justificar ausência

Diante da pandemia do novo coronavírus, o processo eleitoral no Ceará passou por algumas mudanças de horário e de protocolos sanitários. Como a expansão do horário de votação, que passou a ser das 7h às 17 horas. Sendo o intervalo de 7h às 10h, preferencialmente dedicado para eleitores e eleitoras com mais de 60 anos e/ou que integram o grupo de risco da Covid-19. Além disso, em virtude do novo vírus, o candidato eleitoral de 2020 precisou ser alterado ainda em julho, por conta da crise gerada pela Covid-19.

A candidatura de vereadores cearenses

Além de candidatos ao Paço Municipal, são cerca de 1,3 mil candidatos ao posto de vereador ou vereadora em Fortaleza. No Ceará, o número se aproxima de quase 16 mil concorrentes. Mas o que de fato um vereador pode ou não prometer?


SAIBA MAIS

>> Auxílio emergencial: Ceará tem 166 candidatos com patrimônio acima de R$300 mil na lista de beneficiários

>> Confira os resultados de todas as pesquisas para prefeito de Fortaleza

>> Descubra quem é favorito nas maiores cidades do Ceará e em capitais pelo Brasil

>> ACOMPANHE AQUI A COBERTURA POLÍTICA FEITA PELO O POVO

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags