PUBLICIDADE
Política
Noticia

Pesquisa Datafolha Fortaleza: Capitão Wagner 30%, Sarto 27%, Luizianne 15%

Capitão Wagner e Sarto estão tecnicamente empatados na liderança e os dois oscilaram positivamente na margem de erro. Luizianne Lins se distancia dos líderes

20:01 | 11/11/2020
Pesquisa Datafolha para a Prefeitura de Fortaleza (Foto: O POVO)
Pesquisa Datafolha para a Prefeitura de Fortaleza (Foto: O POVO)

No próximo domingo ocorre o primeiro turno da eleição que escolherá quem ocupará a Prefeitura de Fortaleza a partir de janeiro de 2021 e substituirá o prefeito Roberto Cláudio (PDT), que administrou a cidade nos últimos oito anos. A quarta rodada de pesquisas O POVO Datafolha para a Prefeitura de Fortaleza mostra os dois primeiros colocados com oscilações dentro da margem de erro.

Capitão Wagner (Pros) e Sarto (PDT) seguem tecnicamente empatados na briga pela primeira colocação. A diferença entre eles não muda.

Já Luizianne Lins (PT) perde três pontos, no limite máximo da margem de erro. Se a eleição fosse hoje, segundo o Datafolha, Wagner e Sarto fariam o segundo turno para prefeito de Fortaleza.

Veja os números da pesquisa estimulada:

 

Capitão Wagner (Pros): 30%

Sarto (PDT): 27%

Luizianne Lins (PT): 15%

Heitor Férrer (Solidariedade): 6%

Célio Studart (PV): 4%

Renato Roseno (Psol): 3%

Heitor Freire (PSL): 2%

Paula Colares (UP): 0

José Loureto (PCO): 0

Anízio (PCdoB): 0

Samuel Braga (Patriota): 0

Em branco/nulo/nenhum: 6%

Não sabe: 5%

Foram feitas 1.036 entrevistas nos dias 9 e 10 de novembro. A margem de erro máxima prevista é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número CE-0572/2020.

DETALHES DA PESQUISA:

O que mudou desde a primeira pesquisa

A primeira pesquisa Datafolha foi feita em 14 e 15 de outubro. A segunda pesquisa Datafolha foi realizada em 26 e 27 de outubro. A terceira pesquisa foi feita em 4 e 5 de novembro. A pesquisa anterior do Datafolha havia mostrado Capitão Wagner e Sarto tecnicamente empatados na liderança, com cresscimento de Sarto e oscilações negativas de Wagner e Luizianne. Veja o que mudou desde a última pesquisa:

Capitão Wagner (Pros): começou com 33%, oscilou para 31%, depois para 29% e agora oscilou para 30% 

Sarto (PDT): começou com 15%, subiu para 22%, depois subiu para 26% e agora oscilou para 27%

Luizianne Lins (PT): começou com 24%, caiu para 19%, depois oscilou para 18% e agora foi a 15%

Heitor Férrer (Solidariedade): começou com 5%, se manteve com 5%, depois oscilou para 6% e agora se manteve em 6%

Célio Studart (PV): começou com 4%, oscilou para 3%, voltou para 4% e agora se manteve em 4%

Renato Roseno (Psol): começou com 4%, se manteve em 4%, oscilou a seguir para 3% e se manteve em 3%

Heitor Freire (PSL): começou com 0, foi a 2% e se manteve em 2% nas duas últimas pesquisas

Paula Colares (UP): começou com 0, não foi citada na segunda, foi a 1% na terceira e agora voltou a 0

José Loureto (PCO): começou com 0, foi 1% na segunda, voltou a 0 na terceira e assim se manteve na última pesquisa

Anízio (PCdoB): começou com 0 e assim se mantém nas quatro pesquisas

Samuel Braga (Patriota): começou com 0, não foi citado na segunda e teve 0 nas duas pesquisas posteriores

Em branco/nulo/nenhum: começou em 10%, oscilou para 9%, depois para 8% e agora 6%

Não sabe: começou com 4%, caiu para 3%, se manteve em 3% e agora foi a 5%

VEJA OS RESULTADOS DAS PESQUISAS QUE SAÍRAM PARA PREFEITO DE FORTALEZA DE TODOS OS INSTITUTOS

Votos válidos

O Datafolha divulgou os números da disputa em Fortaleza em votos válidos, que exclui brancos, nulos e indecisos. Esta é a forma oficial como a Justiça Eleitoral irá computar a divulgar o resultado da eleição. Veja os números:

Capitão Wagner (Pros): 34%

Sarto (PDT): 30%

Luizianne Lins (PT): 17%

Heitor Férrer (Solidariedade): 7%

Célio Studart (PV): 5%

Renato Roseno (Psol): 4%

Heitor Freire (PSL): 3%

José Loureto (PCO): 1%

Anízio (PCdoB): 0

Paula Colares (UP): 0

Samuel Braga (Patriota):

Pesquisa espontânea para prefeito de Fortaleza

Na pesquisa espontânea, os eleitores dizem em quem pretendem votar sem ver os nomes dos candidatos. A pesquisa mede quem tem os nomes dos candidatos na ponta da língua.

Capitão Wagner (Pros): 24%

Sarto (PDT): 20%

Luizianne Lins (PT): 10%

Heitor Férrer (Solidariedade): 3%

Célio Studart (PV): 2%

Renato Roseno (Psol): 2%

Heitor Freire (PSL): 1%

Outros: 6%

Em branco/nulo/nenhum: 7%

Não sabe: 22%

O que mudou na pesquisa espontânea desde a primeira pesquisa

Capitão Wagner (Pros) oscilou de 20 para 22%, para 19% e agora para 24%

Sarto (PDT) oscilou de 9% para 14%, depois para 19% e agora para 20%

Luizianne Lins (PT) oscilou de 13% para 14%, se manteve em 14% e agora caiu para 10%

Heitor Férrer (Solidariedade) se manteve com 2% nas duas primeiras pesquisas, foi a 3% e agora se manteve em 3%

Célio Studart (PV) se manteve com 2% nas quatro pesquisas

Renato Roseno (Psol) oscilou de 1% para 2% e se manteve com 2% nas duas últimas pesquisas

Heitor Freire (PSL), que não havia sido citado na primeira pesquisa, foi a 1% na segunda e se manteve em 1% nas duas posteriores

Outras menções se mantiveram em 5% nas três primeiras pesquisas e agora oscilaram para 6%

Em branco/nulo/nenhum oscilou de 10% para 11%, depois para 9% e agora para 7%

Não sabe caiu de 35% para 27%, depois para 25% e agora para 22%

Rejeição

A rejeição mostra em quem os eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum.

Luizianne Lins (PT): 43%

Capitão Wagner (Pros): 40%

Sarto (PDT): 20%

Heitor Férrer (Solidariedade): 14%

Heitor Freire (PSL): 14%

Renato Roseno (Psol): 14%

Anízio (PCdoB): 12%

Célio Studart (PV): 11%

José Loureto (PCO): 10%

Samuel Braga (Patriota): 10%

Paula Colares (UP): 9% 

Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 2%

Rejeita todos/não votaria em nenhum: 2%

Não sabe: 4%

O que mudou na rejeição desde a primeira pesquisa

Luizianne Lins (PT): subiu de 36% para 42%, para 45% e agora oscilou para 43%

Capitão Wagner (Pros): subiu de 27% para 34%, para 38% e agora para 40%

Sarto (PDT): oscilou de 21% para 20%, para 22% e voltou a 20%

Heitor Férrer (Solidariedade): oscilou de 17% para 15%, foi para 14% e se manteve em 14%

Heitor Freire (PSL): ficou em 17% nas duas primeiras pesquisas e teve 14% nas duas seguintes

Renato Roseno (Psol): oscilou de 18% para 16%, caiu para 12% e agora foi a 14%

Anízio (PCdoB): caiu de 22% para 16%, para 11% e agora oscilou para 12%

Célio Studart (PV): caiu de 17% para 14%, para 10% e agora oscilou para 11%

José Loureto (PCO): caiu de 21% para 17%, para 9% e agora oscilou para 10%

Samuel Braga (Patriota): oscilou de 17% para 15%, para 9% e agora foi a 10%

Paula Colares (UP): caiu de 19% para 16%, para 10% e agora para 9%

Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: oscilou de 2% para 1%, se manteve em 1%  e agora foi a 2%

Rejeita todos/não votaria em nenhum: oscilou de 4% para 3%, para 2% e agora se manteve em 2%

Não sabe: oscilou de 5% para 4%, para 3% e agora para 4%

ANÁLISES

Guálter George: O novo voto começa a ser decidido pela rejeição

Henrique Araújo: Wagner parou de cair e Sarto, de crescer

Carlos Mazza: Pesquisa é mais má notícia para Luizianne do que boas novas para Wagner e Sarto

Érico Firmo: Campanha se estabiliza e isso é boa notícia para Wagner e má para Sarto

Podcast: favoritos nas maiores cidades do Ceará:

MAIS DA CAMPANHA EM FORTALEZA |Após decisão da Justiça, candidatos esvaziam agenda de rua

HISTÓRIA POLÍTICA DE FORTALEZA

Maria, a redemocratização e a surpresa nas eleições de 1985

Começa a parceria entre os Ferreira Gomes e Tasso Jereissati

A Era Juraci Magalhães, 15 anos no poder

Cambraia, o poste eleito. E, de novo, Juraci

Luizianne Lins e a Fortaleza Bela

A eleição e o legado de Roberto Cláudio