Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Após bloqueio total, viaduto da Oliveira Paiva tem trecho liberado para motoristas

Uma das faixas da via seguirá interditada por até 30 dias para a execução de reparos no local onde surgiu um buraco na manhã desta segunda-feira, 28, informou o Dnit

Após mais de dez horas de interdição total, o viaduto da avenida Oliveira Paiva sobre a BR 116, em Fortaleza, teve um trecho liberado para o trânsito de veículos no começo da noite desta segunda-feira, 28. O tráfego havia sido suspenso nas primeiras horas da manhã, após o surgimento de um buraco na altura do quilômetro (km) 5 da faixa que dá acesso à avenida Paulino Rocha.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), órgão responsável pela gestão do viaduto, informou que o trecho afetado ficará interditado por um período de 15 a 30 dias para a realização de obras de reparo. Enquanto isso, os motoristas poderão usar a faixa contrária, no sentido Paulino Rocha/Oliveira Paiva, que passou a operar como mão dupla.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Ainda de acordo com o Dnit, a fissura no meio do viaduto foi causada por uma erosão, em virtude de infiltrações registradas na superfície entre o aterro e a camada asfáltica da via. O problema foi agravado, diz o órgão, devido às fortes chuvas registradas nos últimos meses na Capital cearense. As conclusões constam em relatórios elaborados por técnicos da empresa de manutenção rodoviária contratada pelo Dnit para atuar no viaduto.

Segundo o órgão, as análises constataram que a estrutura do viaduto mantém sua integridade preservada, não havendo risco de desabamento ou de quaisquer incidentes que coloquem em risco a segurança dos condutores que trafegam pelo local. Para a correção do buraco no trecho interditado, serão realizados serviços de terraplanagem, remendos profundos e tapa-buracos. A pista só será novamente liberada quando as condições normais de trafegabilidade forem plenamente restabelecidas.

Vídeo - Veja como ficou o trânsito no viaduto na noite desta segunda-feira, 28

Para conduzir o fluxo de veículos ao trecho liberado (Paulino Rocha/Oliveira Paiva), parte do canteiro central do viaduto precisou ser derrubado e uma ligação provisória foi estabelecida entre as duas faixas da via. O serviço foi realizado no fim da tarde desta segunda, 28, por operários da Prefeitura de Fortaleza, com autorização do Dnit. Embora o Município não possua ingerência sobre o trecho, o prefeito José Sarto (PDT) ofereceu ajuda ao órgão federal para agilizar a liberação parcial da área e mitigar os transtornos aos motoristas que trafegam pelo local.

Segundo o prefeito, durante os dias de obras para a correção do problema em uma das faixas, não será permitido o tráfego de caminhões e veículos pesados no trecho liberado, com exceção das linhas de ônibus do transporte público. A decisão foi acertada durante reunião entre o gestor, secretários municipais e representantes do Dnit e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

“Estamos definindo rotas alternativas e vamos realizar as sinalizações e os bloqueios necessários. Nessas vias, teremos equipes trabalhando para melhorar iluminação, tapando buracos, realizando serviços de zeladoria e reforçando a segurança. Agentes do Via Livre também estarão atuando na região para contribuir com o ordenamento do trânsito”, disse Sarto em publicação nas redes sociais.

Para evitar sobrecarga de veículos na área liberada, a Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) deve elaborar novas orientações de desvios com rotas alternativas para os motoristas que utilizavam a faixa interditada. A informação foi antecipada pelo secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Ferruccio Feitosa, em entrevista à rádio O POVO CBN.

“A AMC já está estudando rotas que façam a ligação do lado leste da Oliveira Paiva com o [bairro] Cambeba. A ideia também é que esses caminhos alternativos sejam bem sinalizados e tenham reforço na segurança para garantir o conforto a essas pessoas que não desejarem passar pelo viaduto”, afirmou o Feitosa.

Alças internas continuarão bloqueadas

Mesmo com a liberação parcial de uma das faixas, as alças (internas) de acesso ao viaduto continuarão bloqueadas até a conclusão das obras de reparo. O inspetor da PRF, Daniel Spinelli, explicou que, durante os dias de interdição das alças, os condutores poderão optar por trechos alternativos.

“Quem vem do sentido Centro/Interior e precisa acessar o bairro Cidade dos Funcionários, a gente recomenda que vá pelo viaduto do Cambeba. Já quem vem do sentido Interior e precisa acessar a área no sentido Castelão, a recomendação é entrar por dentro do bairro Cidade dos Funcionários, fazer uma volta e depois pegar a Oliveira Paiva. Outra opção é ir pelo viaduto do makro, na Paulino Rocha”, orienta.

O inspetor ainda acrescentou que as alças externas, ou seja, as que não passam sob o viaduto, não serão interditadas. Com isso, fica livre o trânsito entre a Oliveira Paiva e Paulino Rocha indo para a BR 116. Nesta terça-feira, 29, agentes da PRF e da AMC estarão espalhados por vários pontos do viaduto e em trechos adjacentes para ajudar os motoristas a se adequarem às novas condições de tráfego nas áreas afetadas pela interdição.

Maior chuva do Estado

A erosão que provocou a abertura de um buraco no meio de um dos viadutos mais movimentados de Fortaleza sofreu influência da forte chuva que caiu sobre a Capital entre a madrugada e a manhã desta segunda-feira, 28. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a Cidade registrou cerca de 88 milímetros (mm) de precipitações, o maior volume do Estado.

Além do grande engarrafamento gerado pela interdição do viaduto, em pleno horário de pico, por volta das 7 horas, a Capital cearense ainda registrou diversos pontos de alagamentos. Os pontos mais afetados foram os entroncamentos da avenida Heráclito Graça com a rua Idelfonso Albano, da avenida Washington Soares com a rua Miguel Dias e o túnel da avenida Engenheiro Alberto Sá, que mais uma vez acumulou grande quantidade de água e dificultou a passagem dos veículos.

Segundo a Funceme, além de Fortaleza, houve registro de chuvas em pelo menos mais 130 municípios cearenses. Para esta terça, 29, a previsão do tempo indica possibilidade de mais precipitações em todas as regiões do Estado, com destaque para a faixa litorânea, Ibiapaba e Maciço de Baturité. Assim como nesta segunda, 28, a tendência é que o sol apareça timidamente e haja predomínio de céu nublado ou parcialmente nublado.

Com informações da repórter Germana Pinheiro 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar