Participamos do

Casal de pastores suspeitos de aplicar golpe é preso em Fortaleza

Na ocasião, foram apreendidos celulares, maquinetas de cartões e dezenas de peças de roupas
22:19 | Mar. 21, 2022
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um casal de pastores foi preso em flagrante suspeito de estelionato e falsificação de documentos, no município de Maracanaú, a 23,6 km de Fortaleza. A prisão aconteceu na última sexta-feira, 18. A investigação aponta que a dupla comprava peças de roupas e falsificava os comprovantes de pagamentos, que eram realizados via pix. Os produtos seriam vendidos na igreja da qual eram membros. 

A ação foi realizada pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE). Os policiais iniciaram as investigações logo após o dono de uma loja de roupas, situada no Centro de Fortaleza, ter vendido cerca de R$ 1 mil em peças para um casal que já seria cliente.

O pagamento, assim como das outras vezes, seria realizado por transferência via pix. Ao verificar que o dinheiro não foi debitado em sua conta, o proprietário da loja entrou em contato com a Polícia.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine


Através do endereço dos computadores da loja, os policiais verificaram onde foi entregue a mercadoria e se deslocaram até uma casa situada no bairro Jardim Bandeirantes.

No local, Vandeilson Rodrigues Matias, 28 anos, e Ana Carolina Agostinho de Freitas, 21 anos, ambos sem antecedentes criminais, foram detidos. Os dois, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), apresentavam-se como pastores de uma igreja evangélica.

No local, foram apreendidos celulares, maquinetas de cartões e dezenas de peças de roupas que, segundo as investigações, eram vendidas para membros da igreja. A Polícia informou que a dupla dizia que as peças seriam doações e que o valor arrecadado seria destinado para ações sociais.

Os suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), onde foram autuados em flagrante por estelionato e falsificação de documento.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags