Participamos do

Ação de limpeza no Mucuripe recolhe entulhos e materiais abandonados

O objetivo da ação é combater a proliferação de insetos e dar melhores condições aos trabalhadores que atuam no local
12:36 | Nov. 23, 2021
Autor Euziane Bastos
Foto do autor
Euziane Bastos Repórter Estagiária de Cidades
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Prefeitura de Fortaleza realizou, nesta terça-feira, 23, uma ação de limpeza na orla do bairro Mucuripe. De acordo com a Prefeitura, a iniciativa visa combater a proliferação de insetos e dar melhores condições aos trabalhadores que atuam no local. Foram recolhidos entulho, lixo, pneus velhos, dentre outros materiais que estão abandonados na área.

LEIA MAIS | Incêndio: após sete dias, trabalho dos Bombeiros no Parque do Cocó termina nesta terça

"A limpeza da areia acontece frequentemente, mas a limpeza de entulhos, materiais que não estão sendo mais utilizados pelos pescadores e coisas descartadas é a primeira vez", disse Rennys Aguiar, secretário da Regional 2. De acordo com ele, seis caminhões de entulho estavam recebendo os materiais recolhidos.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

LEIA MAIS | Incêndio na boate Kiss é tema de minissérie da Netflix

Há quatro semanas, segundo Rennys, agentes da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) passam às segundas-feiras pra fazer o levantamento do que deveria ser retirado. Os entulhos foram marcados com um "x" vermelho. Mas hoje, no momento da limpeza, alguns pescadores e vendedores pediram para que itens marcados de vermelho não fossem jogados fora, e isso foi respeitado.

Wilson Pereira, 60, pescador e vendedor, afirma que "não estão levando nada sem autorização. De limpeza todo mundo gosta. Eu tinha umas caixas, uns freezers da época que eu comprava muito peixe, e eu autorizei levarem". Já Francisco dos Santos Bezerra, presidente da colônia de pescadores Z8, fala de um projeto que deve ser discutido com os pescadores para uma organização do local e construção de pontos de apoio para os pescadores.

LEIA MAIS| Brasileiros vacinados com CoronaVac podem entrar no Reino Unido

Também estavam presentes no local para acompanhar a remoção dos entulhos a advogada Mayara Justa, do Escritório Frei Tito; uma assessora parlamentar do mandato do vereador Gabriel Aguiar (Psol) e representantes da Prefeitura.

Demais ações

Conforme o presidente da colônia de pescadores da colônia Z8, Francisco dos Santos Bezerra, há um projeto da Prefeitura que vai além da limpeza da orla. Será um projeto com construções de pontos de apoio para os pescadores. A iniciativa ainda não tem muitos detalhes, mas deve ser apresentada para os pescadores, segundo informou o presidente da Z8.

O secretário da Regional 2 destacou o andamento do projeto. "Tem um projeto que vem sendo discutido com os pescadores que, inclusive, está em fase de remodelação porque eles sugeriam 18 estruturas de apoio à atividade de pesca. São galpões para poder guardar material de pesca e caramanchões para servir de apoio", disse Rennys, que ainda revelou que o projeto não deve demorar, mas não especificou um prazo para a entrega.

Ainda durante a ação de limpeza, a moradora da orla Weridiana da Silva do Nascimento, 42, que mora na região há 12 anos, e que, atualmente, reside em um barraco na praia, pediu atenção do secretário para falar sobre sua situação de moradia. Ela juntamente com oito filhos dividem o mesmo barraco, e se mantém apenas com o programa do Bolsa Família.

Conforme o secretário, um representante da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social de Fortaleza (SDHDS) também iria participar da ação de limpeza da Prefeitura nesta terça-feira para realizar um levantamento das pessoas que moram na praia. (Colaborou: Mirla Nobre)

Com informações da repórter Alexia Vieira

Conteúdo sempre disponível e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Atualizada às 17 horas

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags