PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Obras no entorno da Praça da Estação modificam trânsito no Centro; saiba o que muda

Com interdições próximas ao local das obras da Estação das Artes, motoristas passam a utilizar desvios e contam com o auxílio de agentes da AMC. Equipamento tem prazo de entrega previsto para 2022

20:49 | 14/07/2021
Agente de trânsito orienta motoristas nesta quarta-feira, 14, no entorno das obras da Estação das Artes (Foto: FABIO LIMA)
Agente de trânsito orienta motoristas nesta quarta-feira, 14, no entorno das obras da Estação das Artes (Foto: FABIO LIMA)

Os motoristas que transitavam pelo Centro na manhã desta quarta-feira, 14, precisaram exercitar a paciência. Na rua Dr. João Moreira, no trecho localizado em frente ao Passeio Público, o tempo para percorrer um único quarteirão superava os cinco minutos. Seguindo rumo à Praça da Estação, os motoristas passaram a encontrar um desvio a partir desta quarta-feira. Quem segue pela rua Dr. João Moreira será obrigado a convergir para a esquerda ou para a direita no cruzamento com a rua General Sampaio, isso porque parte do trânsito do entorno da Praça da Estação foi alterado para contemplar uma nova etapa da obra da Estação das Artes.

Antes, a opção de dobrar à esquerda não era permitida, mas passa a valer porque o encontro entre as ruas Dr. João Moreira e 24 de Maio, a rota de acesso à rua Castro e Silva, está bloqueada. Com o desvio, o motorista poderá seguir diretamente pela rua Dr. João Moreira para a rua Castro e Silva, ou dobrar à esquerda na Rua 24 de Maio.

Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) estão no local para ajudar os motoristas que tenham qualquer dúvida sobre o novo funcionamento do trânsito na região. De acordo com a Superintendência de Obras Públicas (SOP), os trechos estão sendo interditados para implantação de piso antiderrapante, no intuito de ampliar a área de convivência do futuro equipamento.

Enquanto as obras da Estação das Artes, que possuem prazo de entrega para 2022, não são finalizadas, há quem não compreenda o motivo das alterações. Amsterdam da Silva, 35, trabalha como motorista de aplicativo há dois anos. Ele contou sentir falta de mais informações sobre a intervenção no local. "Eu vejo uma falta de respeito com o motorista que não é avisado. Essa obra na Praça começou faz tempo, e nada foi resolvido ainda. Não vi nenhum tipo de aviso que teria isso aqui hoje", reclamou.

LEIA TAMBÉM | Sony Music revisa relação com DJ Ivis e diz que não tolera comportamento

O comerciante Miguel Arcanjo, 58, vende seus produtos há 20 anos na rua Castro e Silva. A via também está passando por intervenções. Um trecho entre a av. Tristão Gonçalves e a Rua 24 de Maio está interditado, o que obriga motoristas a se dividirem em uma única mão. Miguel relatou que as mudanças prejudicaram os seus clientes. "Eles ficaram sem ter onde parar. Hoje, fizeram essa divisão na rua em dois sentidos. Não avisaram nada para a gente, nem uma placa dizendo que ia começar eu vi por aqui", disse.

Questionado se após a finalização do projeto a revitalização da área poderia trazer benefícios para o local, Miguel disse acreditar em dias melhores para os comerciantes, caso os prazos sejam cumpridos. "Se entregarem ano que vem vai melhorar mais aqui para a gente. Sabemos que a obra tem sufoco, mas depois vai ficar bom", opinou.

A estudante Amanda Belchior, 23, também sofreu com o trânsito lento nesta quarta, 14. Enquanto retirava uma bicicleta de uma das estações do Bicicletar, a jovem relata que já não podia esperar o transporte público. "Estava esperando o ônibus vir, mas demora muito. Vou ter que ir pelo cantinho para chegar até a ciclofaixa. Alguns bairros são mais adequados para andar, como a Aldeota, mas no Centro é preciso muito cuidado com o trânsito", frisou.

"Em nenhum país do mundo se admite um policial ser assassinado por ser policial", reage delegado

O que muda no trânsito

> Trechos das ruas Doutor João Moreira e 24 de Maio estão sendo bloqueados;
> Quem segue na rua Doutor João Moreira em direção à Praça da Estação agora pode convergir à esquerda na rua General Sampaio e à direita na rua Castro e Silva;
> Quem segue na rua Castro e Silva pode seguir em frente ou dobrar à esquerda na Rua 24 de Maio.

Mudança devido às obras da Estação das Artes
Mudança devido às obras da Estação das Artes (Foto: Reprodução/Governo do Estado)

Andamento das obras

As obras de construção da Estação das Artes ocorrem, principalmente, no conjunto de edificações que formavam a antiga Estação Ferroviária João Felipe. O equipamento que possui cerca de 67 mil m² deverá ser entregue em 2022.

De acordo com a SOP, atualmente, mais da metade dos serviços de engenharia do projeto já foram executados. O espaço deverá contar com ambientes diversos, em busca de preservar a memória cultural cearense e movimentar as manifestações artísticas locais e regionais.

O equipamento irá abrigar o Mercado Gastronômico, a Pinacoteca estadual, além da nova sede da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE). O Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan) também passará a ser sediado no local. Uma biblioteca e um museu também estão previstos ao final das obras, que também contemplam duas áreas de estacionamento.

Caminhoneiros bloqueiam trecho da CE-155 no Pecém