PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

"Em nenhum país do mundo se admite um policial ser assassinado por ser policial", reage delegado

Houve troca de tiros com o suspeito de matar o PM Thiago Araújo, que não resistiu. Três pessoas foram presas

13:42 | 14/07/2021
Apreensão de drogas e armas de fogo (Foto: SSPDS)
Apreensão de drogas e armas de fogo (Foto: SSPDS)

Cinco horas após o assassinato do policial militar Thiago Araújo do Nascimento, de 26 anos, a Polícia capturou três pessoas pelo crime, na última terça-feira, 13. Com eles foram encontrados drogas e armas de fogo.

O delegado geral da Polícia Civil do Ceará (PC-CE), Sérgio Pereira, manifestou sua indignação a respeito do crime: ”Em nenhum país do mundo se admite uma situação em que um policial é assassinado, pelo simples fato, a investigação vai dizer se é dessa forma, de ser policial”.

Além dos três capturados na ação policial, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) relatou que houve troca de tiros com o quatro suspeito. Na ação, ele veio a óbito. Ele também foi apontado como autor dos disparos que vitimou o policial morto. As informações foram divulgadas em coletiva pela SSPDS, nesta quarta-feira, 14. 

Quatro criminosos tinham o objetivo de assaltar um ônibus no município de Beberibe. Um dos homens envolvidos no assalto identificou o policial militar dentro do veículo e disparou contra o agente de segurança.

LEIA MAIS | Policial militar é morto a tiros durante assalto a ônibus em Cascavel

Os criminosos levaram a arma de fogo do PM
Os criminosos levaram a arma de fogo do PM (Foto: Reprodução)

Durante a ofensiva, três armas de fogo foram apreendidas. Dentre as armas estava a pistola subtraída do profissional de segurança. As informações repassadas é que o autor dos disparos contra o PM morto trocou tiros com uma equipe policial e foi lesionado. O homem chegou a ser socorrido, mas faleceu.

O crime contra o PM ocorreu dentro de um coletivo da cidade de Beberibe. Já as capturas ocorreram na cidade de Aracati. Dos três, o primeiro a ser localizado foi Francisco Wesley da Silva, de 22 anos. Wesley já acumula passagens pela polícia por tráfico de drogas e roubo.

Durante a abordagem ele contou não ter participado da ação, mas a arma do crime foi encontrada enterrada nos fundos da casa do suspeito. Junto com a arma foram encontrados 372 gramas de maconha, 138 gramas de crack e 86 gramas de cocaína.

Em seguida foram presos Luan da Silva Teobaldo, de 23 anos. Além dos dois citados foram encontrados um adolescente de 15 anos de idade, que atuou com João Luiz da Silva Oliveira, de 18 anos, suspeito de ser o autor dos disparos que mataram o PM. Os capturados foram encaminhados para a Delegacia Metropolitana de Cascavel.