PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Ultrapassagem de território por rivais está entre as possíveis motivações de chacina no Vila do Mar

Um grupo de cinco pessoas chegou à região do Vila do Mar por meio de um carro de aplicativo procurando por um baile funk que acontecia na região do Pirambu, local de domínio de uma facção rival

Mirla Nobre
16:51 | 16/02/2021
Até o momento, quatro corpos foram encontrados na região da Vila do Mar, em Fortaleza (Foto: Fábio Lima/O  Povo)
Até o momento, quatro corpos foram encontrados na região da Vila do Mar, em Fortaleza (Foto: Fábio Lima/O Povo)

A possível chacina no Vila do Mar, na área entre a Barra do Ceará e o Pirambu, em Fortaleza, registrada na madrugada desta terça-feira, 16, levou a morte de três pessoas, onde tiveram os corpos encontrados nesta manhã. Pelo menos uma pessoa ainda está desaparecida e duas pessoas feridas foram encaminhadas para o Instituto Doutor José Frota (IJF). O que desenharia um caso com quatro mortes e dois feridos gravemente. Conforme O POVO apurou, uma das motivações para os crimes foi a ultrapassagem de território por membros de facções que se rivalizam, divisões de domínio dos grupos na Capital.

Um grupo de cinco pessoas chegou à região do Vila do Mar num carro de aplicativo procurando por um baile funk que acontecia na região do Pirambu. O grupo, no entanto, estaria procurando pela festa no local errado, local de domínio de uma facção rival. “O baile que ela estava atrás seria em outro canto do Pirambu, que é outra facção. Ela perguntou pelo local [...] desceram e ninguém viu mais”, relatou um homem que não quis se identificar.

De acordo com o sargento da Polícia Militar Francisco Marley Sousa, neste caso, aconteceu a invasão de uma facção no território da outra. “Existe um domínio delas hoje em relação ao perímetro. O que aconteceu hoje foi uma invasão de uma no perímetro da outra e por isso houve o confronto e as mortes. Vieram a óbito três até o momento, dois estão hospitalizados e temos, segundo informações, mais dois desaparecidos”, informa.

Ainda segundo o sargento, ocorrências dessa natureza vem sendo registrada de forma comum na região. “Na Barra do Ceará tá sendo bem comum esse tipo de ocorrência, ou seja, esse confronto de facções por conta desse perímetro. É sempre uma querendo crescer na outra, querendo passar para o lado do outro e por isso existem esses confrontos”, explica.

Desaparecidos

Na tarde desta terça-feira, 16, cães farejadores realizam busca pelo corpo de uma mulher vítima dessa possível chacina no Vila do Mar. O corpo estaria supostamente enterrado na região. Durante as investigações, um homem identificado como Antônio Mariano Neto, motorista de aplicativo, foi preso, nesta manhã, suspeito de levar as vítimas que tiveram os corpos achados no Vila do Mar para o local do crime.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) realizam diligências à procura dos suspeitos de participação nas mortes e tentativas de homicídios registradas na madrugada. Um inquérito policial foi instaurado no DHPP com o intuito de apurar as circunstâncias dos casos.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o (85) 3257-4807, do DHPP, que também é o WhatsApp do Departamento, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Com informações da repórter Angélica Feitosa