PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Prefeitura assina 98 termos com creches conveniadas e atenderá 7 mil crianças

Atualmente, 60% das vagas para educação infantil são em creches pertencentes ao poder público

13:37 | 29/01/2020
98 novos termos de colaboração foram assinados pela Prefeitura para o gerenciamento de unidade da Rede Municipal de Ensino no ano letivo de 2020.
98 novos termos de colaboração foram assinados pela Prefeitura para o gerenciamento de unidade da Rede Municipal de Ensino no ano letivo de 2020. (Foto: Marília Freitas/Especial para O POVO)

Para ampliar o número de vagas em creches, a Prefeitura de Fortaleza assinou 98 novos termos de colaboração para o gerenciamento de unidade da Rede Municipal de Ensino no ano letivo de 2020. Diferente das creches patrimoniais, as unidades conveniadas não são geridas pelo poder público, que fica responsável pelo monitoramento e regulação da qualidade do ensino. Com os termos de colaboração, serão atendidas 7.382 crianças de 1 a 3 anos. O investimento total é de cerca de R$ 36,7 milhões.

Em coletiva realizada na Academia do Professor Darcy Ribeiro, no Centro, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) ressaltou a importância da ampliação desses convênios e do número de vagas durante a primeira infância. Ele considerou que além da função social, que permite as mães permanecerem no mercado de trabalho mesmo após o nascimento de seus filhos, o ingresso das crianças na educação ainda nessa faixa etária é fundamental também do ponto de vista pedagógico.

“A nova ciência e os novos conhecimentos consideram que a educação nesse período ajuda a auxiliar o desenvolvimento motor e cognitivo da criança durante o processo de aprendizagem até a alfabetização", afirmou o prefeito. Conforme ele, a Prefeitura monitora, acompanha e regula esses convênios para garantir a qualidade do ensino, utilizando um conjunto de critérios cada vez mais rigorosos. "Estamos aprendendo ano a ano com isso", frisa.

Roberto Cláudio ainda garantiu que, diferente de outras capitais do Brasil, Fortaleza tem usado a política de creches conveniadas de forma complementar. Atualmente, 60% das vagas tem como destino creches pertencentes ao poder público. De acordo com a Prefeitura, Fortaleza é a capital que mais abriu vagas de creches em números absolutos nos últimos dois anos.

A titular da Secretaria Municipal da Saúde (SME), Dalila Saldanha, ressaltou que a escolha das Organizações da Sociedade Civil (OSC) se deve a um conjunto de fatores, incluindo o período mínimo de ano de funcionamento com a rede de educação, a saúde financeira e a questão predial.

Formação profissional

Neste ano, as formações profissionais realizadas pela SME para as creches parceiras serão ampliadas. O curso contará com dez módulos e a participação de palestrantes convidados para tratar da legislação que rege a parceria, além do fortalecimento do trabalho pedagógico desenvolvido pelas unidades.

O Instituto Gotas é um dos projetos que participam junto à Prefeitura com atendimentos nas instituições desde 2018. Segundo a presidente da organização, Nara Rodrigues, o trabalho na área da educação continuará em 2020. Atualmente, a organização atende três creches, totalizando 208 crianças acolhidas. "A comunidade necessita desse olhar clínico e mais familiar por parte da gente. Há um esforço e planejamento desenvolvido com bastante carinho e afinco nas instituições", afirma Nara.

 

Colaboraram Catalina Leite e Leonardo Maia