PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Manutenção de bicicletas e estações do Bicicletar devem ter maior rigor; entenda o que muda com o novo edital

As mudanças devem ser implementadas em todas as estações do sistema até junho deste ano, de acordo com a Prefeitura

14:28 | 15/01/2020
O projeto começará pelo lado oeste de Fortaleza, do Centro até a Barra do Ceará (Regional I).
O projeto começará pelo lado oeste de Fortaleza, do Centro até a Barra do Ceará (Regional I). (Foto: Divulgação/Prefeitura de Fortaleza)

Além do aumento do número de estações, a ampliação do Bicicletar, sistema de bicicletas compartilhadas de Fortaleza, envolve uma série de mudanças na logística do serviço, de acordo com documento de licitação disponível no site da Prefeitura. Entre as mudanças, a gestão municipal aplicará multas, que podem chegar a R$ 500, caso a empresa responsável não cumpra prazos estabelecidos em contrato para manutenção de bicicletas e estações.

Leia mais: 6 novas estações do Bicicletar são entregues no Pirambu; Prefeitura promete 35 estações na região até fevereiro

Caso seja constatado algum problema em alguma das bicicletas nas dez estações mais usadas do sistema, por exemplo, a empresa tem prazo de 12 horas para efetuar o reparo, sob pena de pagamento de R$ 15 por bicicleta (o valor é cobrado novamente caso se passem mais 12 horas). Nas outras estações, com menor número de viagens, a multa também é aplicada, mas com um prazo para conserto maior, de 24 horas.

A prática de sanções financeiras ainda pode ser realizada caso as bicicletas não sejam distribuídas entre as estações de forma correta: as bicicletas devem respeitar o intervalo entre 20% e 80% das vagas ocupadas por bicicleta. A cobrança de R$ 5 segue o mesmo intervalo aplicado para a manutenção corretiva: de 12h ou 24h, dependendo do número de viagens feitas na estação. A reincidência da taxa, no entanto, ocorre a cada hora e não após um novo intervalo.

Bilhete Único

Como forma gratuita de acessar o serviço, o Bilhete Único permitirá que o usuário escolha a bicicleta que irá retirar da estação, por meio de uma tela de toque. Enquanto todas as estações não são renovadas com a nova infraestrutura, mudança que deve acontecer até junho deste ano, os usuários também terão a opção de fazer a escolha da bicicleta pelo aplicativo.

Outra funcionalidade que o cartão passa a ter é o prolongamento em 15 minutos do tempo com a bicicleta caso todas as vagas estejam lotadas na estação que o usuário iria deixar. No modelo antigo, a operação exige que o usuário ligue para a central de atendimento e solicite o aumento do prazo. Com a mudança, será necessário apenas aproximar o cartão do painel, como se fosse retirar outra bicicleta.

Aplicativo

Por meio do aplicativo, os usuários poderão reservar uma bicicleta por até cinco minutos. Ainda será possível reportar problemas em bicicletas, vagas e estações; além de permitir contato do usuário com a central de atendimento via aplicativo de smartphone de troca de mensagens de texto (whatsapp ou outros) a partir do aplicativo do Bicicletar.

Recentemente, o sistema enfrentou problemas técnicos que afetaram significativamente o funcionamento do serviço. No último dia 28, pelo menos 33 das 80 estações ficaram indisponíveis. No dia 6 do mesmo mês, a empresa responsável pelo sistema sofreu ataque cibernético criminoso, ocasionando a indisponibilidade dos seus servidores.