PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Religiosos se mobilizam para rezar por vítimas de desabamento

Além dos religiosos, psicólogos e assistentes sociais prestam apoio às famílias envolvidas

11:08 | 16/10/2019
Padre foi até o edifício Andrea para rezar e conversar com parentes de vítimas
Padre foi até o edifício Andrea para rezar e conversar com parentes de vítimas (Foto: Ítalo Cosme/O POVO)

As buscas por nove desaparecidos após o desabamento do edifício Andrea, no bairro Dionísio Torres, continuam nesta quarta-feira, 16. A tragédia mobilizou socorristas, agentes de segurança do Estado e diversos voluntários que foram ao local levar doações e apoiar parentes de vítimas. Nesta manhã, religiosos foram ao local rezar pela vida dos que ainda não foram resgatados.

O padre Pedro Luiz, da paróquia São Vicente de Paulo, localizada no mesmo bairro, foi ao local fazer orações e conversar com as pessoas que buscam notícias de suas famílias. “Rezando para que Deus possa confortá-los e dar muita força neste momento tão difícil da vida”.

Ajoelhadas perto da grade de proteção que separa os pedestres da zona de trabalho dos socorristas, um grupo de mulheres rezou para as vítimas do desabamento. Uma delas, a pedagoga Meirejonse Pinheiro, 50, foi para a missa nesta manhã para fazer orações pelos que ainda estão debaixo dos escombros, apesar de não conhecer ninguém pessoalmente. “Estou clamando por um milagre, para que todos saiam ilesos. Nada para Deus é impossível”.

LEIA TAMBÉM | Curso de Psicologia da Unifor realiza atendimentos para familiares e vítimas de desabamento de prédio

Além dos religiosos, assistentes sociais e psicólogos prestam apoio para as vítimas no local. As famílias que perderam todos os pertences com a queda do edifício também recebem doações de comida, roupas, talheres, água e materiais de higiene pessoal. Para saber onde e quais materiais doar, clique aqui.

Com informações dos repórteres Ítalo Lucas e Walber Freitas