Participamos do

Supermercados cearenses têm 120 dias para passarem a mostrar preços por unidade de medida

Etiquetas devem especificar, de forma legível, os valores por quilo, litro, unidade ou metro de cada produto
17:29 | Dez. 11, 2021
Autor Isabela Queiroz
Foto do autor
Isabela Queiroz Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Supermercados de todo o Ceará devem obrigatoriamente informar o valor dos produtos por unidade de medida. Após o Governo do Estado sancionar a Lei do Preço Claro, nesta quarta-feira, 8, comerciantes têm 120 dias para se adequarem. A proposta é de autoria do deputado Guilherme Sampaio (PT).

LEIA TAMBÉM | IPCA em Fortaleza continua disparada e passa dos 10% em 2021

Agora, as etiquetas devem especificar, de forma legível, os valores por quilo, litro, unidade ou metro, conforme a especificidade do produto.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Para o suplente Guilherme Sampaio os produtos devem prestar e manter uma correlação aferível de preço e porções, permitindo ao consumidor elementos suficientes para melhor exercer sua liberdade de escolha, já que os grandes supermercados, mercados e comércios dispõem de ofertas em distintas quantidades.

Caso as empresas não se adequem, consumidores que se sintam prejudicados poderão procurar auxílio junto aos órgãos de defesa competentes. Micro e pequenas empresas não serão obrigadas a aderir à medida. 

 

 

 

Tenha acesso a todos os colunistas. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags