Participamos do

Com alta de 5,1%, turismo no Ceará é o 3º que mais cresce no Brasil

Esta foi a quinta taxa positiva seguida. O índice de atividades turísticas do IBGE mostra que o segmento acumula avanço de 58,8%, ante igual mês de 2020, porém recuperação tem oscilado mês a mês
11:39 | Out. 14, 2021
Autor Irna Cavalcante
Foto do autor
Irna Cavalcante Repórter no OPOVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O volume de atividades turísticas cearense avançou 5,1% em agosto, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 14, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi a quinta taxa positiva seguida, acima da média nacional (4,6%) e o terceiro melhor desempenho no Brasil. Está atrás apenas de Goiás (8,8%) e Paraná (5,4%).

 

A pesquisa mostra, no entanto, que a recuperação ainda não é consistente no Estado. Desde que voltou a subir em abril deste ano, alta de 4,4% no mês, - depois de cair 18,5% em março e 5,5% em fevereiro - os percentuais vêm variando muito mês a mês. Em maio, por exemplo, a alta foi de 22,5%, em junho 17,2%, já em julho foi de 0,1%, até chegar ao patamar de 5,1% em agosto.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Cabe lembrar, no entanto, que os números ainda não refletem a retomada dos grandes eventos no Estado. Embora o decreto do Governo do Ceará tenha começado a flexibilizar os eventos sociais a partir de 26 de julho, o último estado do Nordeste a fazer isso, o primeiro evento-teste no Estado, o Festival de Jazz & Blues, em Guaramiranga, com público de 200 pessoas, ocorreu em 18 de setembro.

No comparativo com agosto de 2020, o crescimento é de 58,8%. Neste parâmetro, todas as 12 unidades da federação onde o indicador é investigado mostraram avanço nos serviços voltados ao turismo. Com destaque para Bahia (151,2%) e Pernambuco (118,8%).

O que está por trás desse crescimento

No Ceará, a recuperação do turismo é impulsionada, principalmente, pelo aumento na receita das empresas de transporte aéreo; hotéis; restaurantes; rodoviário coletivo de passageiros; serviços de bufê; agências de viagens; e locação de automóveis.

Leia Mais| Malha aérea deve atingir 90% do nível pré-pandemia ainda neste ano

No acumulado do ano, o agregado especial de atividades turísticas subiu 12,7% frente a 2020 no Ceará. Porém, no comparativo de 12 meses, o resultado ainda é negativo em 10,6%.

Tenha acesso a reportagens especiais. Assine O POVO+ clicando aqui


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags