Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Exigência de testes de Covid-19 para quem desembarcar no Ceará "é muito positiva", avalia Camilo

Decisão foi proferida pela Justiça na manhã desta quarta-feira, 11, exige para testes negativos ou comprovante de imunização para quem desembarcar no Estado
13:43 | Ago. 11, 2021
Autor - Alan Magno
Foto do autor
- Alan Magno Estagiário do O POVO Online
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Como forma de conter a variante Delta do vírus causador da Covid-19, viajantes que desembarcarem no Ceará precisaram apresentar comprovantes de testes de diagnóstico molecular do tipo RTP-CR negativo para doença ou de imunização, por meio do cartão de vacina dose única ou duas doses. Medida é vista como "muito importe" para o Estado, conforme avalia o Governador do Ceará, Camilo Santana (PT). 

Decisão foi proferida pela Justiça Federal na manhã desta quarta-feira, 11, após pedido feito pela Procuradoria Geral do Estado(PGE) e atende um pedido feito pela gestão atual diante da detecção de pacientes infectados com a nova variante do vírus.

LEIA TAMBÉM | Fiocruz monitora 40 casos suspeitos da variante Delta do coronavírus no Ceará

"Todos os casos confirmados aqui no Estado da variante Delta foram de passageiros vindos de outros estados, por isso é muito importante a apresentação dos testes ou do comprovante de vacinação", declara Camilo. 

A medida resulta de uma Ação Ordinária movida pelo Estado do Ceará contra a União Federal e a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac). O pedido, atendido pela Justiça, permite ao Estado, somente autorizar o embarque em voos com destino ao Ceará e desembarque de voos particulares (quando não for possível a aferição por ocasião do embarque) com os comprovantes de vacinação ou teste realizado em no máximo 72 horas antes do voo

Em tom aliviado, o governador pontua que medida garante uma maior segurança da população cearense e fortifica as frentes de monitoramento, controle e combate a propagação do vírus no Estado que já estavam sendo implementadas pelas entidades estaduais competentes. 

"Queremos muito que venham ao Ceará, mas queremos que as pessoas, por precaução apresentem os testes negativos, exatamente para evitar a propagação do vírus no nosso estado", complementa o gestor estadual ao pontuar que a medida se equipara a exigências já adotadas em outros aeroportos no Brasil e no mundo. 


 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags