PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Fim de semana de Dia das Mães será o primeiro com comércio e restaurantes abertos

Data é considerada como a segunda mais importante para o varejo brasileiro, atrás apenas do Natal. No primeiro fim de semana de maio, o Estado seguirá em lockdown, conforme determinações em decreto válido até este domingo, 2

22:33 | 30/04/2021
Lojas do Centro poderão funcionar de 10h às 15 horas nos fins de semana. (Foto: Barbara Moira)
Lojas do Centro poderão funcionar de 10h às 15 horas nos fins de semana. (Foto: Barbara Moira)

O fim de semana do Dia das Mães, nos dias 8 e 9 de maio, será o primeiro em que o comércio e os restaurantes funcionarão no Ceará. Após o início da flexibilização do segundo lockdown adotado no Estado, no último dia 12 de abril, o governador Camilo Santana (PT) tem liberado setores da economia para voltar a funcionar.

A reabertura, no entanto, ficou restrita aos dias da semana até a decisão desta sexta-feira, 30, quando o governo decidiu interromper o isolamento social rígido durante o fim de semana. Com a nova determinação, as lojas e os restaurantes de rua poderão funcionar de 10h às 15 horas nos sábados e domingos, enquanto os mesmos estabelecimentos localizados em shoppings podem abrir de 12h às 17 horas.

Haverá ainda toque de recolher no fim de semana, a partir das 19 horas. De segunda à sexta-feira, a medida, que restringe o funcionamento de serviços não essenciais em determinados períodos do dia, começa às 20 horas.

As recentes ampliações da flexibilização econômica do Estado tem animado o setor do comércio no Estado. “É motivo de muita alegria e esperança. Temos que aproveitar, mas com muita cautela, pois a pandemia não passou, mas continua. E precisamos continuar adotando os protocolos", destacou o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Freitas Cordeiro em entrevista ao O POVO na última semana.

Leia Também | Mais da metade dos brasileiros quer comprar presentes no Dia das Mães

Apesar disso, o setor ainda vê o cenário de maneira preocupante, pois avalia que o consumidor está mais cauteloso. De acordo com projeção da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as vendas do comércio varejista para o Dia das Mães devem movimentar R$ 12,12 bilhões este ano, um avanço de 47% em relação à mesma data de 2020.