Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Menina Benigna: data oficial de beatificação é divulgada pela Igreja Católica

A partir da beatificação, Benigna Cardoso se tornará a primeira beata nascida no Ceará a receber o título

A beatificação de Benigna Cardoso, de Santana do Cariri, foi confirmada pela Santa Sé, em Roma, e será realizada no dia 24 de outubro deste ano. A solene celebração será presidida pelo cardeal Marcello Semararo, prefeito da Congregação das Causas dos Santos, na Praça da Catedral de Nossa Senhora da Penha, no Crato, situado a 502,3 km de Fortaleza. A data foi oficializada e divulgada nesta segunda-feira, 2, em coletiva de imprensa virtual da Diocese do Crato. 

A data para a beatificação, dia 24 de outubro de 2022, foi uma resposta do Cardeal a uma carta escrita pelo bispo diocesano Dom Magnus Henrique e enviada no final do mês de fevereiro. No documento, ele propôs três datas para a beatificação.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A resposta chegou à Diocese de Crato no último dia 28 de abril. No documento, o Cardeal apresenta a data como um dia de importante simbologia, pois marca “o martírio da Serva de Deus Benigna Cardoso”, quando ela se tornará a primeira beata nascida no Ceará a receber o título.

Durante a coletiva de imprensa realizada na tarde desta segunda, 2, a Igreja Católica recebeu ainda a informação sobre a reconstrução facial de Benigna. O perito forense doutor Cícero Moraes e equipe já iniciaram hoje esse trabalho com base nos dados oferecidos pela Igreja, provenientes dos parentes consanguíneos dela.

“Acredito que essa será uma outra notícia especial que daremos nos próximos meses, de poder apresentar, com embasamento científico, a face de Benigna Cardoso”, anunciou o padre Wesley Barbosa.

Sobre a Menina Benigna

No ano de 1941, Benigna Cardoso da Silva, conhecida como Menina Benigna, foi assassinada brutalmente após negar ter relações sexuais com um adolescente, ambos com 13 anos na época. Devota fiel, a jovem teve sua morte associada à recusa sexual e passou a ser vista como heroína da castidade na região. Apesar de ainda não ter sido beatificada, muitos católicos de Santana do Cariri a tratam como Santa, chegando a rezar pela sua intercessão e a visitar seu túmulo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar