Participamos do

Chacina em Chorozinho: Polícia afirma que "já existe uma linha de investigação"

Informações preliminares indicam que as vítimas seriam adolescentes, mas elas foram encontradas sem identificação
10:15 | Set. 19, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A chacina que vitimou quatro homens, na madrugada desse sábado, 18, na zona rural de Chorozinho, segue sendo investigada pelas forças de segurança do Ceará. Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), "já existe uma linha de investigação seguida pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) acerca da motivação do crime".

A pasta informou na manhã deste domingo, 19, por nota, que equipes das Forças de Segurança realizam buscas para identificar e localizar os envolvidos. "Um aparato policial, com o emprego do trabalho ostensivo e investigativo, foi deslocado para reforçar as ações na região", aponta. 

O crime aconteceu em localidade distante do centro de Chorozinho, em uma estrada conhecida como Lagamar, na divisa do município com Pacajus. Moradores das proximidades escutaram disparos na madrugada, e os corpos foram encontrados durante a manhã.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Informações preliminares indicam que as vítimas seriam adolescentes, mas elas foram encontradas sem identificação.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da SSPDS, ou para o (85) 3101.0181, o número de WhatsApp por meio do qual podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias também podem ser encaminhadas para o telefone (85) 3257.4807, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que também é o WhatsApp do Departamento. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags