Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Chuva no Ceará: maiores índices devem se concentrar na faixa litorânea até quarta, 4

Maio é o último mês da quadra chuvosa no Estado. Em abril, todas as macrorregiões ficaram em torno ou acima da média histórica

Deve chover na faixa litorânea e na macrorregião do Cariri nos próximos dois dias, até quarta-feira, 4, de acordo com previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Vinícius Oliveira, meteorologista do órgão, aponta que os maiores acumulados devem ser registrados na faixa litorânea e devem se concentrar no período da madrugada e da manhã. Nas demais macrorregiões, há alta possibilidade de chuva isolada.

Em análise de imagem de satélite realizada na tarde desta segunda-feira, 2, a Funceme observou que nuvens associadas a chuvas estão sobre o centro-norte do Ceará e em grande parte do Nordeste brasileiro. Em geral, as chuvas previstas ocorrerão em virtude de áreas de instabilidade oriundas do oceano, assim como em razão de efeitos locais, sistema de brisa, temperatura, relevo e umidade.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Em Fortaleza, o céu deve variar de nublado a parcialmente nublado com chuva da madrugada à manhã. Já à tarde e à noite, a previsão é de céu variando de parcialmente nublado a poucas nuvens. A temperatura deve ficar entre 24º e 31º. As precipitações na Capital tem acontecido diariamente desde pelo menos o dia 16 de abril, ainda que alguns registros tenham ficado abaixo de 1 milímetro.

Balanço

Choveu em 22 municípios cearenses entre às 8 horas desta segunda-feira e o mesmo horário desse domingo, segundo dados da Funceme consolidados às 16h50min de hoje. O maior registro foi de 42 milímetros, no município de Jaguaruana, localizado a 188,3 quilômetros de Fortaleza. Na sequência, aparecem duas cidades da Região Metropolitana de Fortaleza com as maiores chuvas: Pacajus (20 mm) e Horizonte (19 mm)

Entrando no último mês de quadra chuvosa, o Ceará terminou o mês de abril com chuvas dentro do intervalo considerado em torno da média esperada. O valor considerado normal para o Ceará no mês é de 188 mm e o balanço parcial, até esta segunda, foi de 185,3 mm.

Entre as macrorregiões, o Maciço de Baturité e o Litoral de Fortaleza ficaram acima da média, com desvios positivos de 27,9% e 26,6%, respectivamente. As demais terminaram o terceiro mês da quadra chuvosa no Ceará com chuvas dentro do esperado. O Sertão Central e Inhamuns, contudo, foi a macrorregião que teve registro mais distante do considerado normal, com 13,3% de desvio negativo.

Dos 155 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), 36 estão sangrando e 55 apresentam volume inferior a 30% de sua capacidade total. Desses, seis estão secos e 14 apresentam volume morto (abaixo de 5% da capacidade). O Castanhão, maior reservatório do sistema hídrico estadual, segue com volume em crescimento, com 21,6% da capacidade total registrada nessa segunda-feira. No início do ano, o valor era de cerca de 8%. No total, considerando todos os açudes, o Ceará registra volume de 36,7% da capacidade.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar