Participamos do

Aos 13 anos, estudante do Ceará é aprovado em 1° lugar em Direito na UFRRJ

O estudante também já foi aprovado em primeiro lugar em institutos de educação militar no Rio Grande do Sul e em Minas Gerais
20:18 | Fev. 25, 2022
Autor Lara Vieira
Foto do autor
Lara Vieira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Com apenas 13 anos, o jovem Caio Temponni tem muito do que se orgulhar. Na última terça-feira, 22, o estudante descobriu que passou em primeiro lugar no curso de Direito na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). A conquista se soma a muitos outros feitos acadêmicos do jovem, inclusive uma aprovação no curso de Administração na Universidade Estadual do Ceará (Uece).

Caio e a família são naturais do município de Três Rios, no Rio de Janeiro, mas se mudaram para o Ceará há um ano e meio, quando o jovem ganhou uma bolsa de estudos em um colégio em Fortaleza. Atualmente, ele está no 2° ano do ensino médio. A mãe do jovem, Laurismara Temponni, conta com orgulho sobre a aprovação na instituição fluminense. “Quando saiu a nota do Enem e uma semana depois veio o Sisu, (vimos que) a nota dele daria para todas as universidades, várias em primeiro lugar. Ele de cara quis jogar (em uma instituição) na cidade dele, porque toda nossa família está lá”, conta.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O jovem teve êxito no Enem mesmo sendo de uma turma preparatória para o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), na qual as seletivas englobam apenas as áreas de português, inglês, matemática, química e física. “As exatas dele são muito boas. A redação nem se fala, ele sempre escreveu muito bem. A biologia, geografia, história, sociologia e filosofia ele conseguiu se virar com o conhecimento dele”, disse.

A média de Caio no Enem foi 791,63. O adolescente, no entanto, ainda vai aguardar mais um pouco para ingressar no ensino superior. Segundo a mãe, Caio vai esperar terminar o ensino médio e, no fim deste ano, tentar o Enem novamente. “Eu e meu marido conversamos com ele, que esse ano ele ainda vai permanecer na escola. (Achamos importante) que ele continue com os amigos, a parte de socialização”, explica Laurismara.

Caio é natural do estado do Rio de Janeiro, mas mora há um ano e meio no Ceará
Caio é natural do estado do Rio de Janeiro, mas mora há um ano e meio no Ceará (Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução)

Com tantas opções, o jovem ainda se encontra indeciso sobre onde cursar o ensino superior. “A gente ainda vai pensar pra onde ele vai, se vai ficar aqui em Fortaleza ou se nós vamos voltar para Três Rios. Se nós vamos voltar para Juiz de Fora (RS), onde nós já moramos”, expõe.

Outras aprovações

Caio já coleciona outros “primeiros lugares”. Quando tinha apenas 9 anos, ele passou no Colégio Militar de Juiz de Fora (em Minas Gerais), sendo o mais novo a conseguir o feito na instituição. Com 12 anos, em 2020, ele passou na Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), em Barbacena (MG). Novamente, ele ficou em primeiro lugar, sendo o único da história a gabaritar a prova.

O jovem, contudo, nunca teve real interesse em ingressar nas instituições. Na verdade, Caio gosta mesmo é de fazer os processos seletivos. A própria mãe declara que um dos melhores dias para ele é quando a escola realiza provas ou simulados. Em 2021, o estudante fez o vestibular da Uece para o curso de administração, onde também passou em primeiro lugar, sendo o aluno mais novo a atingir o feito. “Não tinha o curso de Direito, então ele optou pela administração”, conta Laurismara.

“Sempre gostou de estudar”

Por seu bom rendimento escolar, o estudante pôde pular algumas séries: o primeiro ano, o terceiro e, novamente, o oitavo ano do ensino fundamental. A mãe conta que com 3 anos e meio, quando ele ainda estava no “prezinho”, Caio já amava estudar. “Aquilo pra ele era uma diversão. Ele nunca deu trabalho. Depois, já maiorzinho, quando ele ia para o curso ele ia com uma alegria enorme. Até a coordenadora falava: ‘Nossa, o Caio entra aqui rindo e sai rindo’. Graças a Deus continuou assim nos anos seguinte”, narra Laurismara.

De segunda a sexta-feira, o jovem tem aulas das 13h30min às 21 horas. Na parte da manhã, duas vezes por semana, ele tem curso de inglês. A mãe conta, inclusive, que Caio já é fluente na língua. Fora isso, os pais ainda acompanham o filho nos estudos. “Eu e meu marido sempre fomos professores pra ele. Não somos formados e nada, mas nós sempre auxiliamos ele em tudo, dando conteúdo, o que estudar, correndo sempre atrás”, explica.

O canal Gabaritando com Caio Temponni já tem mais de 13 mil inscritos
O canal Gabaritando com Caio Temponni já tem mais de 13 mil inscritos (Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução)

Em paralelo, Caio ainda destina parte de seu tempo a seu canal no Youtube: o Gabaritando com Caio Temponni. O jovem teve a ideia de ser youtuber em 2018, depois de ir ao programa do Silvio Santos e participar do quadro “Talento Infantil”. Lá, ele respondeu diversas questões sobre geografia. Com apenas 9 anos, Caio já sabia todos os países e capitais do mundo.

“Quando eu fiz o cadastro pra ele ir ao programa, eu tive que fazer um canal e colocar um vídeo para (a produção do programa) ter acesso. Acho que depois ele acabou gostando. Nesse período, com quase 9 anos, ele já fazia coisas do ensino médio. E ele quis fazer o canal”, conta a mãe. Segundo ela, no começo, ele mandava vídeos apenas para os amigos. Agora, o estudante passa dos 13 mil inscritos.

Apesar de ser tão dedicado aos estudos, Caio ainda consegue organizar bem seu tempo para momentos de lazer. ”Por conta da pandemia, ele ficou um tempo afastado dos amigos. Mas hoje ele já está socializando melhor. Aos finais de semana, ele joga pingue-pongue com os amigos, futebol, piscina, vai na praia quando pode, shopping que ele gosta muito”, explica a mãe.

Conteúdo sempre disponível e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags