Participamos do

Hotéis, pousadas e academias no Ceará exigirão passaporte sanitário a partir de 2022

A medida será publicada em decreto na próxima quinta-feira, 23, e deve começar a valer a partir do dia 3 de janeiro. Setor hoteleiro aponta que iniciativa ajudará o Ceará a se tornar um destino turístico mais seguro
22:36 | Dez. 17, 2021
Autor Leonardo Maia
Foto do autor
Leonardo Maia Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Hotéis, pousadas e academias passarão a exigir o passaporte sanitário no Ceará a partir do dia 3 de janeiro de 2022. O decreto que vai implementar a medida deve sair na próxima quinta-feira, 23. A decisão foi tomada nesta sexta-feira, 17, durante reunião do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus e foi confirmada pela assessoria da Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag).

O presidente da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira no Ceará (ABIH-CE), Régis Medeiros, analisa que essa é uma oportunidade de aumentar a visibilidade do Ceará como um destino seguro. “Todo mundo que vier para cá, vai saber que todos aqueles que compartilham o espaço do hotel foram vacinados”, enfatiza.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Ele argumenta que o passaporte sanitário já é exigido em algumas situações dentro dos hotéis, como o acesso ao restaurante, e projeta que a nova medida não deve mudar muita coisa na prática. “Quem vem para o hotel não vai tomar café da manhã? Não vai frequentar os bares e restaurantes da Cidade, que já exigem o passaporte?”, questiona, afirmando que a iniciativa foi proposta pelo Governo e discutida com o setor.

No caso das academias, a cobrança do passaporte já era obrigatória caso os estabelecimentos optassem por funcionar com 100% da capacidade, mas agora o documento será exigido em todos os casos. Nenhuma mudança, no entanto, foi divulgada em relação a cinemas e teatros, que podem funcionar sem a apresentação do passaporte sanitário, desde que sigam com restrição de público.

Atualmente, o passaporte sanitário é exigido para restaurantes, bares e eventos no Estado. A partir da próxima segunda-feira, 20, o documento também será exigido para entrar em estabelecimentos públicos do Ceará. Uma discussão similar foi iniciada para prédios públicos municipais de Fortaleza, mas ficou para o ano que vem, após uma série de desentendimentos entre a base do prefeito José Sarto (PDT) e a oposição.

LEIA TAMBÉM | Exigência de passaporte da vacina aumentou procura por imunização no Ceará

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags