PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Operação da Polícia Civil do Ceará apreende até moeda coreana

O dinheiro estrangeiro foi encontrado na residência de um dos alvos da Operação Hasta, que investiga um grupo responsável por fraudes em licitações em diversas prefeituras do Estado

17:13 | 07/07/2021
Informações sobre a operação foram divulgadas pela Polícia na manhã desta quarta-feira, 7 (Foto: ANGÉLICA FEITOSA/O POVO)
Informações sobre a operação foram divulgadas pela Polícia na manhã desta quarta-feira, 7 (Foto: ANGÉLICA FEITOSA/O POVO)

Durante a nova fase da Operação Hasta, ocorrida nesta terça-feira, 6, simultaneamente nas cidades de Fortaleza, Caucaia e Pacatuba, ambas na Região Metropolitana, e em Itatira, no Sertão Central, foram localizados R$ 120 mil em moedas variadas, entre dólar, euro e até moeda coreana. A ação investiga um grupo que reúne pessoas de uma mesma família que realizaram fraudes em licitações em várias prefeituras no Estado. A informação foi repassada em coletiva de imprensa ocorrida no fim da manhã desta quarta-feira, 7, na sede da Superintendência da Polícia Civil do Ceará, no Centro.

O grupo movimentou cerca de R$ 132 milhões nos últimos dois anos e teve um total de R$ 2 milhões em bens e dinheiro bloqueados. De acordo com o delegado Marcelo Veiga, titular da Delegacia de Combate à Corrupção, uma das empresas, em Itatira, sequer possuía sede própria. “Eles pintaram um pedaço do muro de uma casa e colocaram o nome da empresa”, conta. Cerca de 420 contas bancárias dessas empresas foram bloqueadas.

Em um dos imóveis investigados, ainda de acordo com Veiga, a Polícia encontrou diversas armas. “Um dos investigados foi preso em flagrante porque disparou contra a nossa equipe”, aponta. Na casa desse suspeito, a Polícia encontrou ainda vários carros pertencentes a outras empresas. O suspeito alegou não saber a propriedade dos veículos. A Polícia Civil não informou para quais cidades do Estado as licitações foram fraudadas. As investigações continuam.