PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Acopiara e Deputado Irapuan Pinheiro estão em situação de emergência em razão das secas

Estado foi reconhecido pela Defesa Civil Nacional. A ação irá permitir que municípios busquem recursos federais para ações de resposta e reconstrução de estruturas danificadas pelos desastres

Mirla Nobre
16:00 | 07/07/2021
Os municípios cearenses de Acopiara e Deputado Irapuan Pinheiro estão em situação de emergência em razão da estiagem e seca (Foto: Fco Fontenele)
Os municípios cearenses de Acopiara e Deputado Irapuan Pinheiro estão em situação de emergência em razão da estiagem e seca (Foto: Fco Fontenele)

A Defesa Civil Nacional reconheceu situação de emergência nos municípios de Acopiara e Deputado Irapuan Pinheiro, ambos localizados na região Centro-Sul do Ceará, por conta da estiagem e seca, respectivamente. O documento reconhecendo a situação das cidades foi publicado nesta quarta-feira, 7, no Diário Oficial da União (DOU). A medida de reconhecimento ainda informa que, além das duas regiões, mais 11 cidades brasileiras estão em situação de emergência por desastres naturais, entre registro de chuvas intensas e inundações pelas cheias dos rios.

O reconhecimento, conforme o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), permite que as cidades busquem recursos federais para ações de resposta e reconstrução de estruturas danificadas pelos desastres. No dia 9 de junho, o prefeito de Deputado Irapuan Pinheiro, Gildecarlos Pinheiro (PDT), já havia informado a situação de emergência na cidade em virtude das secas e estiagem, por meio de decreto. O documento considerava o estado em virtude das irregularidades das chuvas e o registro de elevadas temperaturas comprometendo o armazenamento de água, sendo registradas desde 2012.

LEIA TAMBÉM | Cagece: faltará água em bairros de Eusébio e Messejana pode ser afetada

Entre as ações previstas no decreto do município, estavam a convocação de voluntários para reforçar as ações de resposta ao desastre e a realização de campanhas de arrecadação de recursos junto às comunidades, com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada pelo desastre. Além disso, a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem nas ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário do cenário do município também foram destacadas pelo gestor.

No município de Acopiara, não foi identificado alerta de emergência nos últimos meses deste ano em virtude de estiagem. No entanto, com o reconhecimento da Defesa Civil, a cidade pode solicitar recursos para ações de resposta, que são aquelas voltadas a socorro, assistência e restabelecimento de serviços essenciais, e também para ações de reconstrução das áreas atingidas pelos desastres, conforme orienta o MDR.

LEIA TAMBÉM | Ceará deve receber pacote de recuperação de novas estradas, anuncia Camilo

Quadra chuvosa

Neste ano, o Ceará registrou mais uma quadra chuvosa, entre os meses de fevereiro e maio, abaixo da média. Com o volume de 508,3 milímetros (mm) de precipitações no intervalo, a média esperada era de 600,7 mm, destacando, assim, um desvio negativo de 15.4%. As informações são da Fundação Cearense de Recursos Hídricos (Funceme) divulgados no dia 2 de junho, em coletiva sobre o resultado das precipitações no período no Estado.

Veja as cidades em situação de emergência, segundo governo:

Maués (AM)

Malhada (BA)

Deputado Irapuan Pinheiro (CE)

Acopiara (CE)

São Martinho da Serra (RS)

Marcelino Vieira (RN)

Amajari (RR)

Faxinal dos Guedes (SC)

Bom Jesus do Oeste (SC)

Ipuaçu (SC)

Brusque (SC)

Paulo Lopes (SC)

Pescaria Brava (SC)