PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Camilo sanciona lei que garante notebooks para professores da rede estadual de ensino

Ao todo, serão destinados 28 mil equipamentos para os profissionais da educação, incluindo professores que atuam em escolas técnicas e profissionalizantes do Estado e que não são concursados

Mirla Nobre
13:36 | 05/07/2021
Camilo assinou nesta segunda-feira, 5, lei que garante compra de notebooks para professores da rede estadual de ensino (Foto: Reprodução/Instagram)
Camilo assinou nesta segunda-feira, 5, lei que garante compra de notebooks para professores da rede estadual de ensino (Foto: Reprodução/Instagram)

O governador Camilo Santana (PT) sancionou, nesta segunda-feira, 5, lei que garante a entrega de 28 mil notebooks para professores da rede estadual de ensino do Ceará. Em transmissão nas redes sociais, Camilo assinou o documento que garante a compra dos equipamentos para os profissionais. O governador destacou que os notebooks serão destinados a todos os profissionais de ensino, incluindo professores que atuam em escolas técnicas e profissionalizantes do Estado e que não são concursados. A secretária de educação, Eliana Estrela, também esteve presente na assinatura do termo. A lei deve ser publicada ainda hoje no Diário Oficial do Estado (DOE).

LEIA TAMBÉM | Camilo encaminha proposta de isenção no Enem para alunos de escola pública

De acordo com Camilo, o processo de compra dos equipamentos já vem sendo realizado por meio da Secretaria de Educação do Ceará (Seduc). A entrega dos equipamentos e as expectativas de que eles possam ser mais uma ferramenta para auxiliar os trabalhos dos professores da rede pública estadual também foram comentadas pelo gestor. “Vamos sancionar a lei que vai garantir um computador para os professores. São em torno de 28 mil notebooks. Os professores que prestam todo um serviço nas escolas profissionalizantes, que não são professores concursados do Estado, também vão receber o computador para ajudar no todo trabalho do dia a dia”, disse.

A secretária da educação, Eliana Estrela, apontou que, com a pandemia da Covid-19, houve a necessidade da conexão online mais próxima, e os equipamentos serão uma ferramenta importante no trabalho dos profissionais de ensino. “Nós do Ceará, fomos o primeiro Estado a aderir ao ensino remoto, e aqui eu quero agradecer e reconhecer o trabalho de cada professora e professor nesse reinventar, nessa maneira nova de fazer com que essa conectividade chegasse aos alunos”, comentou.

Eliana também ressaltou que a busca ativa dos alunos permanece com o objetivo para que não haja nenhum abandono escolar e o Estado consiga chegar mais próximo do aluno. “Nenhum aluno a menos, essa é nossa meta” disse a titular da pasta, que também destacou que as medidas na educação buscam acompanhar os alunos desde a infância até o ingresso no ensino superior.

LEIA TAMBÉM | Camilo anuncia convocação de 1.090 aprovados em concurso da Seduc

 + Ceará terá 50% das escolas públicas estaduais funcionando em regime integral ainda neste ano

Taxa de isenção do Enem

No dia 29 de junho, a Assembleia Legislativa aprovou o Projeto de Lei enviado pelo governador Camilo Santana (PT), no qual garante o pagamento da inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 para egressos da rede pública estadual de ensino do Ceará que, por conta da pandemia da Covid-19, não prestaram a prova no ano passado e que, neste ano, tiveram seus pedidos de isenção indeferidos pelo Governo Federal. Ao todo, quase quatro mil alunos podem ser beneficiados com a medida.

Segundo Camilo, o Governo Federal negou essa isenção para pelo menos 3.800 alunos cearenses, e a medida vem para que os estudantes não possam ser prejudicados no acesso ao ensino superior por meio do Enem. Para garantir a isenção, os alunos que terminaram o ensino médio em 2020 e que tiveram a inscrição negada neste ano deverão comunicar a escola, que será responsável em realizar o pagamento do exame deste ano. As inscrições para a próxima edição do enem começaram no dia 30 de junho e seguem até o dia 14 de julho. A aplicação das provas do Enem 2021 estão previstas para ocorrer nos dias 21 e 28 de novembro.

Mais medidas

Durante a live, o governador destacou a entrega de mais de 100 mil tablets e chips com internet para os alunos do 1º ano do ensino médio e que pretende, por meio de uma nova licitação, complementar os equipamentos para estudantes do 2º e 3º ano. “Será uma política pública permanente. Nós vamos entregar a todos os alunos que estão atualmente nas três séries do ensino médio", informou Camilo. Atualmente, os estudantes que ingressaram no 1º ano do ensino médio nas escolas públicas do Ceará, neste ano, estão recebendo os equipamentos.

Camilo também aproveitou o momento para comentar a expectativa de acelerar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 aos professores. A categoria foi incluída na fase 4 dos grupos prioritários da vacinação contra a doença e iniciaram a imunização com a primeira dose no final do mês de maio. Atualmente, além de todos os grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19, o Estado vem realizando a imunização da população em geral, de 18 a 59 anos, de forma decrescente por idade. Todos os 184 municípios já iniciaram a imunização dessa categoria.

Confira a transmissão