Participamos do

Camilo anuncia convocação de 1.090 aprovados em concurso da Seduc

Dos 2.500 aprovados no concurso de 2018, 1.250 já haviam sido convocados. Nesta quarta-feira, 30 de junho, o Diário Oficial do Estado tratá a convocação de outros 1.090 profissionais
17:44 | Jun. 30, 2021
Autor Gabriela Custódio
Foto do autor
Gabriela Custódio Repórter de Cotidiano
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O governador Camilo Santana (PT) anunciou na tarde desta quarta-feira, 30 de junho (30/06), a convocação de 1.090 professores aprovados em concurso da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc) de 2018. O anúncio ocorreu ao lado da vice-governadora Izolda Cela, da secretária da Educação, Eliana Estrela, e do presidente do Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura do Estado e Municípios do Ceará (Apeoc), Anízio Melo. A convocação será publicada hoje no Diário Oficial do Estado (DOE).

Ao todo, 2.500 professores foram aprovados no certame, e 1.250 deles já haviam sido convocados. Por conta Lei Complementar 173/2020, que restringe a contratação de novos servidores no ano de 2021 à reposição de vacâncias. "Como só há 1.090 vacâncias, vamos convocar hoje 1.090 (profissionais) e, à medida que forem abrindo as vagas, convocaremos os 160 restantes dessa segunda etapa do concurso", explicou o governador.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A secretária Eliana Estrela explicou que a situação foi negociada com representantes das categorias e parabenizou os professores. "Quero parabenizar esses professores que ingressam agora o nosso time da educação cearense. Um time forte, aguerrido, que acredita na criança, na juventude, que acredita na Educação. E que investe, realmente, e se dedica."

A titular da Seduc informou, ainda, que sete mil professores do Estado receberam promoção e o pagamento de um terço das férias de professores, tanto efetivos quanto temporários. "Isso é valorização, é investimento na pessoa, no professor, no servidor público", elogiou.

O professor Anízio Melo destacou que, durante a pandemia, a educação do Ceará "nunca parou" de trabalhar. "Por isso nós dissemos a alguns setores que não poderíamos retornar para a sala de aula, de onde nunca saímos. Fomos o primeiro estado a adotar as atividades remotas, em um processo de não perder essa interatividade com o aluno", afirmou.

Na manhã desta quarta-feira, Camilo Santana anunciou investimento de quase R$ 80 milhões para adaptar 46 escolas públicas regulares do ensino médio ao regime de tempo integral. Elas estarão distribuídas em 37 municípios. Com a medida, o Ceará terá 50% das escolas públicas estaduais sob regime de jornada prolongada. As novas Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTIs) estão sediadas em municípios como Caucaia, Fortaleza, Sobral, Ibicuitinga, Martinópolis, Nova Olinda, Aracati, Barbalha e Cruz.

Na terça-feira, 29, o governador encaminhou para a Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (ALCE) uma lei para que o Estado garanta a inscrição de estudantes de escolas públicas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste ano. O texto contempla alunos que tiveram a isenção da taxa de inscrição — que atualmente custa R$ 85 — indeferida pelo Governo Federal. Foi pedido regime de urgência para a votação da lei.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags