PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Peixe-boi Tico retorna ao mar após período de reabilitação no Ceará

O último mamífero marinho foi translocado na manhã desta quinta-feira, 10, para um cativeiro montado no mar da Praia da Peroba, em Icapuí

12:01 | 10/12/2020
Peixe-boi foi transferido para região de aclimatação em Icapuí (Foto: Matheus Facundo/O POVO)
Peixe-boi foi transferido para região de aclimatação em Icapuí (Foto: Matheus Facundo/O POVO)

No início da manhã desta quinta-feira, 10, o peixe-boi Tico, de seis anos e um mês, foi translocado por equipe do Projeto Manatí, da ONG Aquasis, a um cativeiro de aclimatação montado no mar da Praia da Peroba, em Icapuí, no Ceará. O animal marinho ficará no local para se acostumar novamente com as águas do litoral. Ele estava no Centro de Reabilitação de Mamíferos Marinhos (CRMM), em Caucaia, após ter sido resgatado de encalhe. Com o transporte, a plataforma agora tem cinco peixes-bois em processo de aclimatação: Alva, Maceió, Mani, Pintada e Tico, recém-chegado.

O POVO foi convidado para acompanhar o processo de perto com exclusividade. A ação foi realizada pelo Projeto Manatí, com o patrocínio do Programa Petrobras Socioambiental e apoio do Sesc Ceará e Sistema Fecomércio, faz parte das estratégias de conservação adotadas pela Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos (Aquasis) em prol da conservação dos peixes-bois marinhos no Estado.

LEIA MAIS| Mais dois peixes-bois reabilitados serão transportados para cativeiro de soltura no Ceará

A logística para realizar a missão de devolver o peixe-boi de volta ao habitat iniciou por volta das 22 horas dessa quarta-feira, 9, no Centro de Reabilitação de Animais Marinhos do Sesc Iparana, em Caucaia. Para completar a missão, a operação contou com o auxílio do caminhão da Cavalaria da Polícia Militar do Ceará (PMCE), do Batalhão de Polícia de Meio Ambiente (BPMA), do Corpo de Bombeiros e de profissionais da ONG Aquasis, que se dedica a proteger espécies ameaçadas de extinção no Estado, como é o caso da espécie peixe-boi-marinho.

Confira fotos e vídeos da translocação

 



 

 

 


View this post on Instagram


A post shared by O POVO Online (@opovoonline)




A primeira etapa para resguardar a vida do animal e conseguir levá-lo em boas condições até a plataforma na Praia de Peroba, em Icapuí, incluiu a remoção do mamífero aquático do tanque de reabilitação para uma cápsula de transporte. Um caminhão munck foi utilizado para transportar a cápsula para o caminhão da Cavalaria e assim iniciar o percurso até Icapuí. Viaturas da PMCE, CBMCE e veículos da Aquasis foram em comboio, com velocidade limitada a 60 km/h, num trajeto de pouco mais de 200 km de distância entre o ponto inicial e o destino final.

Procedimento semelhante foi utilizado pelas equipes para desembarcar o peixe-boi em Icapuí. O caminhão munck, do Corpo de Bombeiros, retirou a cápsula de transporte até a orla da praia, onde já havia biólogos da Aquasis e uma balsa preparada para levar o animal ao viveiro, iniciando o período de ambientação do mamífero ao novo lar. Por volta das 6 horas de hoje, o trabalho para soltura do peixe-boi foi concluído com sucesso. Cerca de 40 pessoas foram mobilizadas para a missão, incluindo militares e profissionais da ONG

(com informações do repórter Matheus Facundo)