PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Chegada de óleo no Ceará: Governo determina reforço de força-tarefa e aciona mergulhadores

O Governo do Ceará reuniu representantes de secretárias estaduais. O encontro, que aconteceu no Palácio da Abolição, teve o objetivo de articular o monitoramento das manchas de óleo no litoral do Ceará

22:16 | 25/10/2019
Óleo foi encontrado em Fortim
Óleo foi encontrado em Fortim (Foto: João Paulo Lima/ Especial para O POVO)

O Governo do Ceará determinou reforço de força-tarefa para evitar que a mancha de óleo se espalhe pelo litoral do Estado. A Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), com o objetivo de monitorar o mar de Canoa Quebrada, no litoral leste, no sábado, 26, acionou 10 mergulhadores procurar tufos de óleo derramados no alto mar. A ação terá o apoio da Marinha e de barraqueiros locais.

Técnicos do monitoramento da Semace haviam percebido que o óleo, denso e viscoso, permanece embaixo da coluna d'água e a visualização da substância é difícil por meio de aeronaves ou embarcações. As manchas localizada pela Semace, na última quarta-feira, 23, estavam semi-submersas. Foram removidas pela Marinha, no mesmo dia, duas manchas. No entanto, os profissionais acreditavam que a substância estava se deslocando por baixo da água, rumo à praia.

>> "Investigações estão sendo realizadas", diz almirante da Marinha sobre manchas de óleo no litoral nordestino

Os 10 mergulhadores são voluntários e fazem parte da operadora de Mergulho Mar do Ceará. Eles farão a vistoria de aproximadamente 10 quilômetros da costa e devem viajar em embarcações da Marinha. A partida acontece ás 8 horas, na frente da barraca do Antônio Coco, e o retorno está previsto para às 12 horas.

Governo reúne secretárias estaduais para monitorar manchas no litoral cearense

O Governo do Ceará, por meio do secretário-chefe da Casa Civil, Élcio Batista, reuniu representantes de secretárias estaduais como o coordenador da bancada do Ceará no Congresso, deputado Domingos Neto, o tesoureiro geral da Aprece, Francisco Menezes Júnior, além da presidente do Sindfrios, Elisa Gradvohl, e a diretora do Labomar, Maria Ozilea Bezerra de Menezes. O encontro, que aconteceu no Palácio da Abolição, teve o objetivo de articular o monitoramento das manchas de óleo no litoral do Ceará.

>> Saiba o que fazer se encontrar mancha de óleo na praia

Élcio Batista esteve reunido com o comando da Marinha e reforçou o trabalho de limpeza das praias e o resgate dos animais, que vem sendo realizado há aproximadamente um mês.

Neste sábado, 26, máscaras, luvas e botas serão distribuídos pela Semace aos Bombeiros, colônias de pescadores e prefeituras. A Funceme, por sua vez, vai estabelecer metodologia de monitoramento via satélite, com o objetivo de diagnosticar possíveis manchas de óleo.

O Corpo de Bombeiros e a patrulha ambiental devem realizar monitoramento na faixa de areia em um sistema de plantão 24 horas. Equipes de urgência e emergência, com o apoio das equipes da Semace e aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), também estarão nos sobrevoos diários nas costas leste e oeste. A Secretaria de Obras Públicas, por sua vez, disponibilizará infraestrutura (retroescavadeiras) e patrulha fixas.

As ações são realizadas desde o dia 25 de setembro no combate à mancha de óleo que atinge o litoral do Nordeste. Já foram recolhidos mais de mil quilos de óleo e areia das respectivas praias: Sabiaguaba, Prainha, Caponga, Aracati, Paracuru, Paraipaba, Canoa Quebrada, Barreiras, Praia das Fontes e Morro Branco. Foram 20 mutirões de limpeza e assistência com ONGs aos animais oleados. Estão em andamento os planos de prevenção para contenção – ainda no mar, inclusive com a ajuda da Marinha e CIPP/SA – de possíveis novas manchas que venham a surgir.