Participamos do

Secretários estaduais de Saúde estão em consenso sobre a não realização do Carnaval em 2022

Carlos Lula, presidente do Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass), diz que "entre os secretários, ninguém concorda com o Carnaval"
14:54 | Nov. 25, 2021
Autor Euziane Bastos
Foto do autor
Euziane Bastos Repórter Estagiária de Cidades
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Os secretários estaduais de Saúde são unânimes na reprovação à realização do Carnaval em 2022, diz Carlos Lula, presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e titular da pasta no Maranhão. As informações são do jornal O Tempo.

LEIA MAIS| Secretário da Saúde é contra realização de Réveillon e Carnaval no Ceará

Ainda que o cenário da pandemia da Covid-19 esteja melhor que o de meses anteriores, muitos gestores ainda temem que aglomerações gerem uma nova onda de Covid-19.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

LEIA MAIS| Bolsonaro diz que é contra Carnaval em 2022: "Por mim, não teria"

Até o momento, ao menos 58 cidades paulistas já anunciaram o cancelamento dos festejos. Em capitais como Fortaleza, São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro e Recife, a realização desses eventos depende da evolução da pandemia.

Enquete O POVO: Você concorda com o governador Camilo Santana que ainda não é o momento para a realização de festas de Réveillon e Carnaval?

No Ceará, o governador Camilo Santana (PT) e o secretário de Turismo, Arialdo Pinho, também já manifestaram discordância com a realização de grandes festas, como é o caso do Réveillon e do Carnaval. “Minha posição é contrária neste momento. Eventos festivos, com grandes aglomerações e bebida, necessitariam de absoluto controle, com todas as pessoas comprovadamente vacinadas, como vem ocorrendo nos estádios”, disse o gestor.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags