Participamos do

Julho foi o primeiro mês do ano a ter redução nas mortes por Covid-19

É a primeira vez em que um mês tem menos mortes pelo coronavírus que o mesmo mês do ano passado. Maior diminuição é na população de 60 anos ou mais. Redução reflete efeito da vacinação
11:56 | Ago. 14, 2021
Autor Nadine Lima
Foto do autor
Nadine Lima Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Pela primeira vez no ano, um mês teve menos mortes por Covid-19 no Brasil em comparação com o mesmo mês do ano passado. Enquanto no ano passado, julho registrou 30 mil mortes, neste ano, o número ficou em 27,5 mil. Os dados são das mortes contabilizadas nos cartórios de registro civil, divulgados no portal da transparência da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil). 

O recorde de mortes no País por Covid-19 ocorreu em março deste ano, com 82 mil óbitos registrados nos cartórios. Desde então, há uma redução a cada mês na mortalidade na comparação com o mês anterior. Julho de 2021 já representa a quarta redução seguida em números de mortes no Brasil pelo vírus em relação ao mês anterior. Pela primeira vez, a redução ocorre neste ano em relação ao ano passado. Com informações do UOL.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dentre as faixas etárias, houve uma queda significativa de mortalidade a partir dos 60 anos, com menos 61% de registros. Porém, entre jovens e adultos até 60 anos, todas as idades tiveram alta em julho de 2021 comparado com julho do ano passado. Principalmente entre pessoas de 30 a 39 anos, com crescimento de 145% no número de mortes. Isso mostra a redução principalmente entre idosos, dos primeiros públicos a serem vacinados.

Os dados divulgados pelos cartórios são baseados na causa da morte apontada nos registros e levam em consideração a data do óbito. Diferentemente dos números divulgados pelo Ministério da Saúde e pelo consórcio da imprensa, que são preenchidos por informações das secretarias estaduais de saúde e que consideram a data da notificação.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags