PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Lázaro Barbosa é visto em área de mata e polícia faz cerco

A busca está sendo realizada por viaturas e helicópteros das forças de segurança

14:16 | 21/06/2021
Buscas a Lázaro Barbosa, 32, acusado de crimes em série em Goiás e no Distrito Federal. (Foto: Divulgação/SPS-GO)
Buscas a Lázaro Barbosa, 32, acusado de crimes em série em Goiás e no Distrito Federal. (Foto: Divulgação/SPS-GO)

Policiais foram informados de que Lázaro Barbosa, 32, suspeito de matar uma família em Brasília e cometer crimes em série, foi visto em uma área de mata fechada no distrito de Girassol, em Cocalzinho (GO). Após receber a notícia, a força-tarefa fechou o cerco na região no inicio da tarde desta segunda-feira, 21, e usa aeronaves para sobrevoar o espaço. A procura dos agentes por Lázaro já entrou no 13° dia.

A busca está sendo realizada por viaturas e helicópteros das forças de segurança, conforme informações do jornal Correio Braziliense. Dois drones de inteligência, um deles com sensor de calor, também estão sendo utilizados para vasculhar o local, conhecido por ser uma área de fazendas. 

| SOBRE O ASSUNTO | 

Caso Lázaro Barbosa: tudo que se sabe sobre chacina de família em Brasília

Vereador de Fortaleza diz que recebeu "informações importantes" sobre Lázaro Barbosa

Matas fechadas e grotas: Lázaro Barbosa consegue fugir da Polícia há 13 dias

Nas rodovias que cortam a região onde o suspeito está sendo procurado, pelo menos 45 policiais rodoviários estão realizando uma patrulha. Para evitar que Lázaro utilize as estradas para fugir, os agente fazem bloqueios ainda em locais estratégicos, posicionados de acordo com a movimentação do individuo.

Mais de 200 policiais buscam por Lázaro desde a chacina de uma família no Distrito Federal, por motivações ainda desconhecidas. O criminoso, conhecido como "Serial Killer de Brasília" nas redes sociais, se abriga em áreas de matas, sítios e chácaras para fugir. Durante a fuga, ele tem cometido crimes em série como invasão de residência, roubo e contra a liberdade pessoal, uma vez que faz reféns.