PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Atriz Eva Wilma morre, aos 87 anos, de câncer no ovário

A artista estava internada desde o dia 15 de abril, a princípio para tratar problemas cardíacos e renais e o câncer foi descoberto no último dia 7 de maio. Ano passado, Eva Wilma comemorou 70 anos de carreira

00:31 | 16/05/2021
Ao longo da carreira, Eva Wilma estrelou dezenas de novelas; atriz morreu aos 87 anos (Foto: João Caldas/Divulgação)
Ao longo da carreira, Eva Wilma estrelou dezenas de novelas; atriz morreu aos 87 anos (Foto: João Caldas/Divulgação)

A atriz Eva Wilma morreu na noite deste sábado, 15 de maio (15/05), às 22h08min, aos 87 anos, no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. A artista foi vítima de câncer no ovário disseminado, levando à insuficiência respiratória. Ela estava internada desde o dia 15 de abril, a princípio para tratar problemas cardíacos e renais e o câncer foi descoberto no último dia 7 de maio.

Em setembro de 2020 ela comemorou os 70 anos de carreira e transmitiu o espetáculo on-line "Eva, a live" direto da sua casa e exibido via YouTube e Instagram.

No início da década de 1950, ocorreu sua estreia como figurante em filmes italianos e fez dois longas com o diretor Armando Couto e o ator Procópio Ferreira, "O Homem dos Papagaios" e "A Sogra".

Na TV, a sua estreia foi na emissora Tupi, em 1953, no seriado "Namorados de São Paulo", renomeado posteriormente como "Alô, doçura". O seriado ficou uma década no ar e a atriz contracenava com o ator John Herbert, com quem se casou em 1955. O casal se separou em 1976 e tiveram dois filhos, John Herbert Buckup Jr e Vivien Buckup. Três anos depois da separação, a atriz se casou com o ator Carlos Zara, que morreu em 2002.

Ao longo da carreira, Eva estrelou dezenas de novelas como "Meu Pé de Laranja Lima" (1971) e a primeira versão de "Mulheres de Areia" (1973), na qual interpretava as gêmeas Ruth e Raquel. Vinte anos depois, no remake da trama, o papel foi da atriz Glória Pires. Eva também interpretou a vilã Altiva, de "A Indomada", que rendeu várias premiações. "Pedra sobre Pedra" (1992), "O Rei do Gado" (1996) e "Começar de Novo" (2004) foram outras obras que tiveram a participação da atriz. Seu último trabalho na TV foi "Verdades Secretas" (2015). (Com agências)