PUBLICIDADE
Brasil
Noticia

Bolsonaro afirma que Brasil terá no mínimo 22 milhões de vacinas este mês

O País já aplicou 8,43 milhões de doses, segundo dados da Our World in Data, até a tarde da última segunda-feira, 1.

09:04 | 02/03/2021
Presidente Jair Bolsonaro, em foto feita durante visita a Tianguá, em 26 de fevereiro (Foto: JÚLIO CAESAR)
Presidente Jair Bolsonaro, em foto feita durante visita a Tianguá, em 26 de fevereiro (Foto: JÚLIO CAESAR)

Em uma conversa com apoiadores, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contou que o Brasil terá mais 22 milhões de vacinas neste mês de março. Segundo o chefe do Poder Executivo, o país só poderia iniciar a compra dos imunizantes após a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As informações são do portal CNN Brasil.

"A vacina a gente só podia comprar depois de a Anvisa autorizar, não podia comprar qualquer negócio que aparecesse. Então essas vacinas começaram a ser certificadas pela a Anvisa e estamos comprando", argumenta.

Bolsonaro também voltou a defender o tratamento precoce, mesmo os métodos não tendo sua validade científica comprovada. "Esse de tratamento precoce fala de ivermectina, hidroxicloroquina, Annita, seja o que for, não tem efeito colateral, porque não tomar?”, comenta o presidente. Bolsonaro já admitiu, em live, no início de fevereiro, que a cloroquina pode ser inútil contra Covid-19: “Pode ser que lá na frente se fale ‘a chance é zero, era um placebo’. Tudo bem. Paciência, me desculpe. Pelo menos não matei ninguém”, afirmou.

LEIA MAIS | No ritmo atual, Ceará pode levar até junho de 2024 para vacinar toda população