PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Homem tatuado na testa é condenado a 4 anos e 8 meses de prisão por roubo em SP

Em 2017, jovem teve a frase "Eu sou ladrão e vacilão" tatuada na testa. Preso desde fevereiro deste ano por furtar um celular e um agasalho, Ruan Rocha da Silva foi condenado a 4 anos e 8 meses de prisão em regime semiaberto

13:58 | 11/09/2019
NULL
NULL(Foto: )

Ruan Rocha da Silva, jovem que sofre com problemas de dependência química e teve sua testa tatuada em 2017 com a frase "Eu sou ladrão e vacilão", foi condenado a 4 anos e 8 meses de prisão em regime semiaberto. Ele foi preso em flagrante por furto de um celular e um agasalho de funcionárias de uma unidade de saúde em Ferrazópolis, em São Bernardo do Campo, em 14 de fevereiro deste ano. Em audiência de instrução realizada no fórum da cidade na terça-feira, 11, a juíza da 1ª Vara Criminal condenou Ruan. Ele já cumpriu sete meses da pena. Em março de 2018 ele foi preso por furtar desodorante em Mairiporã.

Conforme a denúncia, o jovem entrou em Unidade Básica de Saúde (UBS) de Ferrazópolis, em São Bernardo do Campo e furtou um celular, um moleton e R$ 20,30 em dinheiro pertencentes a funcionários do local. Uma das funcionárias surpreendeu o jovem em um quarto nos fundos no local e ambos teriam entrado em conflito. Ao ouvir gritos da funcionária, um segurança acionou a GCM (Guarda Civil Metropolitana) que eu voz de prisão em flagrante e o levou à delegacia.

Segundo texto da sentença judicial, a juíza disse que o réu é perigoso para conviver em sociedade. Por isso, ele não poderá recorrer em liberdade. Segundo o advogado do Conselho do Condepe (Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana), Ariel de Castro Alves, ele poderá recorrer da decisão para um pedido de cumprimento da pena em liberdade por meio da Defensoria Pública. "É lamentável o ciclo em que ele vive, de dependência de drogas, envolvimento com pequenos crimes e a falta respaldo familiar", diz o advogado.

Tatuagem na testa

Em julho de 2017 o jovem, então com 17 anos, foi agredido por dois tatuadores. Os responsáveis pelo crime tatuaram a testa de Ruan com a frase "Eu sou ladrão e vacilão". Os dois foram condenados pela Justiça.

Com informações dos sites de notícias G1, R7 e Jornal do Commercio