PUBLICIDADE
Brasil
audiência

Mãe de jovem tatuado na testa aguarda que "Justiça faça a parte dela"

O caso aconteceu em 10 de junho deste ano, quando dois homens tatuaram a frase "sou ladrão e vacilão" na testa do adolescente

17:14 | 12/09/2017

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Na tarde desta terça-feira, 12, a mãe do jovem de 17 anos que teve a testa tatuada, Vânia Rocha, chegou ao fórum de São Bernardo do Campo, no ABC, para participar da audiência de instrução para o julgamento do tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 27 anos, e de Ronildo Moreira Araújo, de 29. Vânia afirma que aguarda que a Justiça faça a parte dela. As informações são do G1 de São Paulo.

A audiência de instrução acontece antes do julgamento. Esta fase é onde são escutadas testemunhas, réus e vítima para que seja decidido se haverá ou não julgamento.

O caso aconteceu em 10 de junho deste ano, quando a dupla tatuou a frase "sou ladrão e vacilão" na testa do adolescente. A tatuagem foi filmada por com o celular de Maycon e compartilhada no WhatsApp. Em certa altura, o tatuador diz "vai doer, vai doer". O vídeo viralizou.

A psicóloga responsável pelo tratamento do jovem, Marcela Abrahao Silveira, afirma que ele está ansioso para a audiência. Para ela, pelo fato de ele ser jovem, isso é normal. Ela ainda disse que, embora a dependência química seja grave, ele está sendo conduzido à uma nova realidade.

Em entrevista ao G1, o advogado de Ronildo, Luciani Rodrigues, afirmou que tem expectativa de conseguir colocar o cliente em liberdade. Para ele, Maycon só está preso por conta da repercussão do caso, já que só filmou e isso, na visão do profissional, não é crime.Já Marco Antônio dos Santos, advogado de Maycon, afirmou que familiares do réu estão recebendo ameaças de aliados do adolescente. 

A juíza Daniela de Carvalho Duarte, da 5ª Vara Crimina de São Bernardo do Campo, é quem ouvirá a vítima, os autores da tatuagem e do vídeo, as testemunhas de defesa e de acusação. Para ela, o crime de lesão corporal revela a periculosidade social dos acusados.

O jovem já passou por duas sessão de um total de dez para a remoção da tatuagem. O processo acontece durante um ano.

Redação O POVO Online