Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Por que Neymar não está jogando pela seleção do Brasil nas Olimpíadas?

Sucesso no ouro olímpico do Brasil nos jogos do Rio-2016, o atacante brasileiro ficou de fora dos Jogos de Tóquio. Entenda por que Neymar não está jogando pela seleção nas Olimpíadas
Autor - Nadine Lima
Foto do autor
- Nadine Lima Autor
Tipo Notícia

Em busca de repetir a medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio 2021, a seleção do Brasil masculina olímpica de futebol não contou com Neymar, referência mundial do esporte em atividade. Mesmo com a trajetória positiva nos Jogos Olímpicos, com a equipe brasileira conseguindo chegar à final contra a Espanha após derrotar o México nos pênaltis, a ausência de Neymar ainda é questionada por muitos torcedores do Canarinho.

Uma série de fatores influenciou na decisão do nome de Neymar não ser convocado para a seleção olímpica. Apesar da idade do atacante brasileiro, que tem 29 anos, ter sido a principal explicação para muitos, visto que a idade máxima para jogar olimpíadas é de 23 anos, esta não foi a principal razão para sua falta. Cada delegação pode chamar até três nomes acima da idade máxima e, inclusive, Neymar foi um dos jogadores acima da idade na última edição do evento esportivo, no Rio-2016.

 

O principal fator foi o fato do Paris Saint-Germain (PSG), clube do atleta, não ter autorizado o atacante brasileiro, pois sua participação nas Olimpíadas significaria dispensá-lo na preparação do time para a sua próxima temporada. Vale destacar que o atacante Mbappé, principal nome da seleção francesa, também não foi liberado pelo PSG para as Olimpíadas, apesar do atacante ter 22 anos, idade ideal para disputar o torneio.

Outro fator importante foi a participação de Neymar na Copa América, que também impossibilitou sua convocação. Mesmo com as competições acontecendo em períodos diferentes, escolher disputar as duas no mesmo ano poderia sobrecarregar o atleta, que atua no futebol europeu e não teria descanso entre uma temporada e outra. Inclusive, nas olimpíadas de 2016, Neymar optou por não participar da Copa América Centenário, realizada nos EUA, para ir em busca da medalha olímpica no Rio de Janeiro. 

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO: CONFIRA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Brasil x Rússia ao vivo no vôlei feminino das Olimpíadas: onde assistir

vôlei de quadra
19:01 | Ago. 03, 2021
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Brasil joga nesta quarta-feira, 4 de agosto (04/08), nas quartas de final do vôlei de quadra feminino nas Olimpíadas de Tóquio 2021. A equipe enfrentará o Comitê Olímpico Russo (ROC). O jogo da seleção brasileira contra a Rússia será disputado na Arena Ariake, em Tóquio, no Japão, às 9 horas e 30 minutos (horário de Brasília). As Olimpíadas estão hoje, terça, 3 de agosto (03/08), no 12º dia. 

O confronto terá transmissão ao vivo na TV Globo, canal televisivo gratuito, nas emissoras pagas Bandsports e SporTV e online no serviço de streaming GloboPlay. Confira como assistir e as demais informações ao final do texto. 

Brasil x Rússia ao vivo: onde assistir

TV Globo: na TV aberta

Bandsports e SporTV: para clientes das operadoras de TV a cabo compatíveis

Globoplay: para assinantes do serviço online de streaming

Quando será Brasil x Rússia

Quarta, 4 de agosto (04/08), às 9 horas e 30 minutos (horário de Brasília)

Onde será Brasil x Rússia

Arena Ariake, em Tóquio, no Japão

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO: CONFIRA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Brasil x Letônia ao vivo no vôlei de praia das Olimpíadas: onde assistir

Dupla masculina
17:44 | Ago. 03, 2021
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Alison e Álvaro Filho jogam nesta quarta-feira, 4 de agosto (04/08), pelo Brasil nas quartas de final do vôlei de praia masculino nas Olimpíadas de Tóquio 2021. A dupla vai enfrentar Martins Plavins e Edgars Tocs, da Letônia, que eliminaram os brasileiros Evandro e Bruno Schmidt. O jogo será disputado na Shiokaze Park, em Tóquio, no Japão, às 9 horas (horário de Brasília). As Olimpíadas estão hoje, terça, 3 de agosto (03/08), no 12º dia. 

O confronto terá transmissão ao vivo na TV Globo, canal televisivo gratuito, nas emissoras pagas Bandsports e SporTV e online no serviço de streaming GloboPlay. Confira como assistir e as demais informações ao final do texto. 

A dupla do Brasil chegou à quartas de final depois de derrotar os mexicanos Josue Gaxiola e Jose Rubio por 2 sets a 0. Os brasileiros venceram o México com parciais de 21/14 e 21/13.  

Brasil x Letônia ao vivo: onde assistir

TV Globo: na TV aberta

Bandsports e SporTV: para clientes das operadoras de TV a cabo compatíveis

Globoplay: para assinantes do serviço online de streaming

Quando será Brasil x Letônia

Quarta, 4 de agosto (04/08), às 9 horas (horário de Brasília)

Onde será Brasil x Letônia

Shiokaze Park, em Tóquio, no Japão

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO: CONFIRA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Olimpíada: final do salto no hipismo terá brasileiro; cearense fica de fora

tóquio 2020
12:21 | Ago. 03, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Nesta terça-feira, 3, dois brasileiros participaram da qualificatória do salto individual nas Olimpíadas de Tóquio. Yuri Mansur, com seu cavalo Alfons, garantiu vaga na final. Já o cearense radicado Marlon Zanotelli, acompanhado de Edgar, não conseguiu se classificar. Yuri realizou a prova em um tempo de 86,74 e não cometeu nenhuma penalidade.

“Foi muito bom, tive tranquilidade no percurso. A única dúvida que eu tinha era no triplo e tomei a decisão certa. Meu cavalo saltou bem em todo o percurso. Ele estava assustado, quando fui perto do primeiro obstáculo. Ele é um cavalo sensível só que é muito valente e dá o máximo dele sempre”, disse o cavaleiro. Yuri monta um cavalo de esporte estoniano de 14 anos.

LEIA MAIS| Após ruptura de ligamento, cavalo da equipe suíça é sacrificado nas Olimpíadas de Tóquio

Cearense radicado

Por outro lado, Zanotelli até concluiu sua apresentação em um tempo mais rápido que seu compatriota (84,11), porém, cometeu quatro penalidades. Montando uma sela holandês de 11 anos, cometeu uma falta no salto triplo e fechou a prova em 31ª colocação, empatado com 11 outros conjuntos com uma salta, mas com o segundo melhor tempo.

Dois brasileiros competiram na classificatória do salto no hipismo na Olimpíada de Tóquio 2020
Dois brasileiros competiram na classificatória do salto no hipismo na Olimpíada de Tóquio 2020 (Foto: Divulgação/CBH)

“Meu cavalo saltou bem, o sentimento estava muito bom no início do percurso, comecei o triplo bem, a chegada foi bom, mas talvez no final eu botei um pouco de espora demais. Depois comecei a pensar no tempo, para ser mais rápido e ele ficou um pouco em pânico quando eu comecei a correr. Estou feliz pelo Yuri que foi espetacular e deu uma aula de equitação”, afirmou o brasileiro, antes do encerramento da competição.

Nascido em Imperatriz (MA), Marlon Zanotelli viveu dos seis aos 18 anos no Ceará e está nas Olimpíadas de Tóquio.

Dos 73 conjuntos, 30 avançaram para a final e terão sua pontuação zerada na corrida pelo pódio. Dos 30 classificados para a final, 26 zerara, ou seja, não sofreram penalidades ao derrubar os obstáculos, e 4 tiveram pontos em excesso. 

A melhor apresentação da qualificatória foi a do britânico Ben Maher, ao lado de seu cavalo Explosion, que realizaram a prova em 81,34, sem cometer penalidades. A final do salto individual ocorre nesta quarta-feira, 4, a partir das 7 horas (de Brasília).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Olimpíada: brasileiros vão às semifinais do atletismo no 110m com barreiras

tóquio 2020
10:46 | Ago. 03, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Após o bronze de Alison dos Santos, outros brasileiros competiram em modalidades do atletismo, nos Jogos de Tóquio, nesta terça-feira, 3. Nos 110 metros com barreiras, Gabriel Constantino e Rafael Pereira se classificaram às semifinais, enquanto Eduardo Rodrigues acabou eliminado. 

LEIA MAIS| Final dos 400m com barreiras, com bronze para o Brasil, entra para história

Constantino terminou a primeira bateria na quinta posição, com tempo de 13s55. Na quarta etapa, Rafael Pereira foi o 3º colocado (13s46) e também garantiu vaga na próxima fase. Já Eduardo Rodrigues, na bateria final, ficou em último, com 13s78, e acabou eliminado.

Rafael analisou o seu desempenho e projetou a próxima fase da competição: “Resolvi fazer prova agressiva e não técnica. Eu me comporto bem nas duas alternativas. Precisava de uma prova agressiva porque tinha atletas com tempos mais fortes e uma temporada mais forte do que a minha.”

“Gostei do tempo, não é ruim, mas para a semifinal preciso acertar alguns detalhes técnicos. Para a semifinal tem que ser uma corrida agressiva e técnica. É acertar esses erros e correr bem”, acrescentou.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

"Estamos merecidamente na final", diz Daniel Alves após classificação no futebol na Olimpíada

tóquio 2020
09:47 | Ago. 03, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Nesta terça-feira, 3, após um empate sem gols no tempo normal e na prorrogação, o Brasil derrotou o México nos pênaltis e se classificou para a final das Olimpíadas de Tóquio. Para Daniel Alves, a Seleção mereceu a vitória.

"A gente respeita muito o adversário pela forma como luta e trata bem os jogos. A gente já sofreu bastante com esse adversário, mas esse é o futebol. Acredito que tivemos uma atuação muito boa, sofremos quando tivemos que sofrer. Acredito que estamos merecidamente na final", disse.

"O gramado estava um pouco irregular, mas nada serve de desculpa. Para uma equipe que propõe o jogo, quando o campo está assim, tem que sempre dar um toque a mais, as conduções ficam complicadas. Mas não acho que foi um problema, a gente teve as ocasiões, tivemos chances de ganhar o jogo, mas não foi possível. Acho que o destino quis que fosse desse jeito", completou.

LEIA MAIS| Futebol: Brasil bate o México nos pênaltis e está na final da Olimpíada

Outro membro da Seleção Brasileira que enalteceu a classificação foi o técnico André Jardine.

"A gente está de parabéns pelo jogo sólido, corremos poucos riscos. Procuramos o gol o tempo todo, fazendo por merecer. A classificação nos pênaltis, na minha visão, coroa a equipe que procurou passar de fase desde o primeiro momento", afirmou.

"A gente se cobra muito para merecer. Ao final do jogo, ficou a sensação de que a gente merecia. Se tivesse que passar algum time, seria o nosso. Pelas minhas experiências, sempre que atingimos esse nível de merecimento no jogo, as coisas acontecem nos pênaltis também", acrescentou.

O Brasil aguarda o vencedor da outra semifinal, entre Espanha e Japão, para saber quem irá enfrentar na decisão olímpica, que ocorre neste sábado.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags