Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Fortaleza encerra negociação com Al-Batin após entrave, e Felipe fica no Pici

Tricolor finalizou as conversas com o clube da Arábia Saudita após emperrar em questões burocráticas e sela permanência do camisa 15, que tem contrato até o final de 2023

Antes tratada como avançada, a negociação entre Fortaleza e Al-Batin, da Arábia Saudita, pelo empréstimo do volante Felipe não teve desfecho. O Esportes O POVO apurou que as tratativas entre os clubes foram encerradas após entraves burocráticos, e o camisa 15 permanece no Pici.

A oferta dos árabes era de cessão por um ano pelo valor de 300 mil dólares (R$ 1,65 milhão na cotação atual), com opção de compra fixada. O Al-Batin demonstrava pressa em selar o acordo e já providenciava o embarque do camisa 15, que não foi relacionado para os jogos contra Santos, no último dia 24, pela Série A, Fluminense, quinta-feira, 28, pela Copa do Brasil, e Cuiabá, domingo, 31, também pelo Brasileiro.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

As negociações, porém, emperraram em trâmites burocráticos entre os clubes em meio à troca de documentações. As partes já tratavam o fim das conversas, sem acordo, como desfecho mais provável nos últimos dias, apesar de a janela de transferências da Arábia Saudita só abrir em 17 de setembro. O vínculo do meio-campista com o Leão tem duração até o final de 2023.

Com a permanência assegurada, o volante já volta a ficar à disposição do técnico Juan Pablo Vojvoda para retomar a rotina de treinos e ser relacionado para as partidas.

No ano passado, Felipe já havia sido alvo do futebol árabe, mas do Al-Fayha, que também propôs empréstimo com opção de compra. Àquela época, o jogador de 28 anos foi convencido pela diretoria tricolor a ficar em meio à temporada histórica, na qual foi peça importante.

Com a provável permanência do camisa 15, o Fortaleza passa a contar com seis opções para o setor: Ronald, Zé Welison, Hércules, Lucas Sasha e Fabrício Baiano são as outras peças. Matheus Jussa, que estava no elenco, foi emprestado ao Qatar SC até dezembro por 50 mil dólares (em torno de R$ 258 mil).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar