Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Vojvoda defende jogadores criticados: "Torcedor não vai encontrar de mim decisões populares"

Em coletiva após empate diante do Santos, treinador argentino se defendeu de apontamentos sobre o esquema tático do time e saiu em defesa dos atletas

O técnico do Fortaleza, Juan Pablo Vojvoda, foi bastante questionado por suas recentes escolhas em coletiva após o empate da equipe diante do Santos. Além de se defender do apontamento sobre o time jogar em apenas um esquema tático, o treinador argentino saiu em defesa dos jogadores criticados na escalação feita para o embate e falou sobre bancar as decisões que toma, embora estas soem impopulares em alguns momentos. 

"O torcedor não vai encontrar em mim decisões populares. O torcedor diz: 'Tira o Romero, Jussa' e Vojvoda tem que fazer? Não. Vojvoda tem que fazer o que indica sua consciência, o que é o correto de fazer. Sempre conduzido pelo mesmo caminho. Isso é verdade", falou o treinador. 

No mesmo momento, o argentino fez questão de justificar as escalações de Jussa e Romero para o jogo. "Por qual motivo o Jussa: porque eu considerei que, como volante central, sem o Felipe, é o mais posicional, mais físico. Ronald e Sasha são mais volantes misto. Precisamos de organização defensiva no momento. O Romero, considerei que partida passada e essa ele tem um compromisso. Na Copa Libertadores ele rendeu gols, fez o Fortaleza ganhar dinheiro pela classificação na Libertadores e não serve mais? Eu explico que para mim o Romero serve e todos os jogadores que estão no meu elenco", disse ainda.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Aproveitando o assunto sobre escalações, Vojvoda ainda defendeu as participações de Vargas e Robson e admitiu os próprios erros enquanto se explicava. "Eu posso falar de um por um. 'Vargas não poderia jogar' e hoje poderia. Robson também, cada vez que pegava na bola (era criticado). Eu entendo, estamos em um time grande, precisamos do apoio de todos e são os momentos dos jogadores. Os camisas 9 são Galhardo, Robson que vem de uma lesão, Romero que confiamos e é um jogador que correspondeu com gols. Titi jogou acho que 40 jogos. Um jogador não pode sempre jogar bem, mas eu compreendo e aceito meus erros, mas tenho que tomar decisões e escuto torcida, diretoria, quem ta perto de mim. A situação é ruim, eu sou o responsável, mas se você precisa de explicação, essa é a minha", finalizou o técnico. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar