Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Ceará será julgado no STJD após denúncia do Flamengo de maus tratos aos torcedores no Castelão

Rubro-Negro acionou Tribunal com alegação de maus tratos à torcida visitante no Gigante da Boa Vista, em jogo do Brasileirão, e Vovô pode ser punido em até R$ 200 mil pelo caso

Quase 40 dias depois do confronto, o jogo entre Ceará e Flamengo, pela sexta rodada da Série A, ainda rende fora de campo. Na próxima quinta-feira, 23, o Alvinegro será julgado pela 4ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) em razão da denúncia do Rubro-Negro de maus tratos aos torcedores visitantes no duelo do dia 14 de maio, na Arena Castelão.

No dia 24 de maio, dez dias após a partida, o clube carioca ingressou no Tribunal com Notícia de Infração alegando que o Vovô descumpriu o Regulamento Geral das Competições e o Estatuto do Torcedor, colhendo imagens e relatos de torcedores da dificuldade para entrar no estádio para acompanhar a partida.

O empate em 2 a 2 pelo Brasileirão registrou público total de 52.139 torcedores no Gigante da Boa Vista, com renda bruta de R$ 2,4 milhões.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O STJD, então, denunciou o clube de Porangabuçu em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) acerca do caso: 191 e 211. Somadas, as penas podem chegar até a R$ 200 mil em multas.

Os incisos I e III do artigo 191 se referem a "deixar de cumprir, ou dificultar o cumprimento de obrigação legal" e "de regulamento, geral ou especial, de competição". A multa varia entre R$ 100 e R$ 100 mil, com fixação de prazo para o pagamento.

O artigo 211, por sua vez, é referente a "Deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infra-estrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização". A punição também fica entre R$ 100 e R$ 100 mil e prevê até "interdição do local, quando for o caso, até a satisfação das exigências que constem da decisão".

Copo arremessado também gera denúncia

Na súmula da partida, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira relatou que "após o término da partida, quando estávamos deixando o campo de jogo, foi arremessado em direção à equipe de arbitragem, do local onde estava a torcida do Ceará, um copo descartável com liquido amarelo", que "atingiu o escudo do policiamento que estava na escolta a nossa frente".

O Ceará também foi denunciado pelo ocorrido com base no artigo 213, que versa sobre "deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo". A multa vai de R$ 100 a R$ 100 mil.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar