PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Robinson prega cautela sobre contratações e confia no elenco: 'mais forte da nossa história'

As contratações neste período, por ora, ficam em segundo plano no Ceará Sporting Club

Lucas Mota
19:48 | 27/04/2020
Robinson de Castro foi entrevistado no FutCast, podcast O POVO
Robinson de Castro foi entrevistado no FutCast, podcast O POVO (Foto: Thais Mesquita)

O momento é de cautela em meio às incertezas do futebol. As contratações neste período, por ora, ficam em segundo plano no Ceará Sporting Club. O mês de abril, que antecede o início da Série A do Brasileirão, costuma ser bastante movimentado para o mercado da bola porque é quando os clubes fazem os ajustes necessários no elenco visando a principal competição da elite do esporte nacional.

+ Ceará registra quinto superávit seguido e o maior da história do clube em 2019

Entretanto, diante da paralisação do futebol por causa do coronavírus, o freio em investidas no mercado se torna obrigatório. Em entrevista exclusiva ao FutCast, podcast do O POVO, o presidente do Ceará, Robinson de Castro, explicou a atual situação e como afeta os investimentos em contratações.

+ Ceará compra kits para testar jogadores para coronavírus projetando retomada de treinos

"Contratação para todo mundo será algo para se pensar duas, três vezes. Não que não possa contratar, mas a tendência é de que se faça pequenos ajustes. Temos um bom elenco. Alguns jogadores precisam mostrar um pouco mais para a gente ter convicção neles. Está chegando o Guto que conhece bem o elenco. Nós precisamos dar certa sequência para alguns atletas. A gente tem que ter um pouco de calma. Contratação é um tema que precisamos deixar de lado nesse momento", comentou o dirigente alvinegro.

Apesar da postura de paciência no mercado pelo momento, o mandatário reforçou a confiança no grupo formado para iniciar a temporada de 2020.

"Temos a maior folha da história do clube (R$ 3,5 milhões). Estamos com elenco muito forte. No papel, talvez, o elenco mais forte da nossa história. Não só os 11 que estão jogando, são as opções que nós temos. Jogadores como Rafael Sobis e Fernando Prass são nomes muito fortes. E não são somente atletas em fim de carreira, que já aconteceu de a gente trazer em outros momentos. A determinação do Sobis é absurdo. Mesma coisa o Fernando Prass. O que eles fazem no vestiário, são jogadores diferenciados, com objetivo na vida, que estão sonhando com títulos e querem deixar legado", afirmou.

Listen to "#93 - Robinson de Castro abre o jogo: preocupação com coronavírus, testagem do elenco e volta do futebol" on Spreaker.

Em entrevista recente ao Esportes O POVO, o executivo de Futebol do Ceará, Jorge Macedo, também comentou sobre as especulações no mercado da bola, como os atacantes Leandro Pereira e William Pottker e o meia Zé Rafael. Assim como Robinson, o dirigente adotou postura de cautela sobre transações neste período de quarentena.

"Não é o momento de falar em contratação porque a gente não sabe como vai ficar a questão financeira. Precisa aguardar um pouco para sentar e ver dentro do panorama o nível de orçamento e o calendário que vamos ter pela frente", disse.