PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Ceará registra quinto superávit seguido e o maior da história do clube em 2019

Em entrevista exclusiva ao FutCast, podcast do O POVO, o presidente Robinson de Castro adiantou que o valor do saldo alcançado é de aproximadamente R$ 6 milhões

Lucas Mota
16:01 | 22/04/2020
Robinson de Castro adiantou números do balanço financeiro em entrevista ao FutCast, podcast do O POVO
Robinson de Castro adiantou números do balanço financeiro em entrevista ao FutCast, podcast do O POVO (Foto: MARCELO VIDAL/Cearasc.com)

O Ceará deve divulgar até o fim do mês de abril o balanço financeiro do ano de 2019, após aprovação do Conselho Deliberativo. O Alvinegro do Porangabuçu registrou o quinto superávit seguido e o maior da história do clube. Em entrevista exclusiva ao FutCast, podcast do O POVO, o presidente Robinson de Castro adiantou que o valor do saldo alcançado é de aproximadamente R$ 6 milhões.

+ Ceará compra kits para testar jogadores para coronavírus projetando retomada de treinos

O superávit referente à temporada de 2019 é quase o dobro do registrado em 2018, quando obteve R$ 3.013.201,96, o segundo maior da história do clube até então. Anteriormente, o primeiro lugar deste ranking pertencia ao saldo anotado no ano de 2017, quando alcançou o valor de R$ 3.193.600.

Listen to "#93 - Robinson de Castro abre o jogo: preocupação com coronavírus, testagem do elenco e volta do futebol" on Spreaker.

"É o quinto ano seguido de superávit, e tivemos o maior da história do clube de novo. Todo ano a gente bate esse recorde. Estamos estruturados. Temos, talvez, uma das melhores gestões de custo entre clubes do país. Temos despesas controladas. Não temos folha da pagamento, nem quantidade de funcionários exageradas. Temos bons processos, tecnologia, conseguimos ser mais leve do ponto de vista de gestão, e uma administração enxuta", ressaltou o mandatário alvinegro.

+ Jorge Macedo esclarece mercado da bola do Ceará: Leandro Pereira, Zé Rafael e Pottker

O balanço financeiro também vai mostrar outra conquista relevante em relação à gestão do clube: o endividamento. Segundo Robinson, o Ceará tem o menor índice da sua história. "É próximo de 0,7%. Quando a gente iniciou (2015) era de 7%. Invertemos a lógica", afirmou.

Com mandato até 2021, o atual presidente alvinegro espera deixar como legado um clube auto sustentável.

"Temos boas virtudes dessa gestão financeira e econômica que começou desde a nossa chegada em 2008 (era 2º vice-presidente) ainda com o Evandro, que veio com essa ideia de pagar só o que arrecada. A gente vem criando nível de profissionalização do clube para dar essa capacidade de governança de qualidade. Trouxemos Fundação Dom Cabral para dentro do clube. Isso tudo para chegar ao final da nossa gestão e ter um clube extremamente saudável e capaz de superar crises como essa (coronavírus)."

Veja superávit do Ceará desde 2015:

2015: R$ 738.103
2016: R$ 500.335
2017: R$ 3.193.660
2018: R$ 3.013.201,96
2019: R$ 6 milhões*

*valor aproximado