Participamos do

Lula lamenta morte de Maradona, que comemorou libertação do petista

O carque argentino em diversas ocasiões defendeu o ex-presidente brasileiro
19:32 | Nov. 25, 2020
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lamentou a morte de Diego Maradona, um simpatizante e que várias vezes se manifestou a favor do petista. "Poucas vezes vi um jogador de futebol parar de jogar e não parar. Maradona continuou jogando. Ele continuava jogando em pensamento, em suas opiniões políticas, em suas críticas. Continuou jogando pelo povo pobre no mundo inteiro", disse Lula.

Há pouco mais de um ano, Maradona comemorou a soltura de Lula: "Hoje se fez justiça".

Em 2016, época do impeachment de Dilma Rousseff (PT), o craque argentino publicou foto com camisa da seleção brasileira com o nome de Lula às costas e disse ser soldado de Lula e Dilma.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Em janeiro de 2018, quando começou o julgamento de Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Maradona publicou nas redes sociais: "Lula querido, el Diego está contigo".

Dois dias antes de Lula ser preso, em abril de 2018, Maradona disse: "É uma loucura. O povo brasileiro não pode apoiar que uma pessoa honesta como Lula da Silva seja visto como corrupto número 1, enquanto o traidor Michel Temer foi acusado e poupado". Um mês depois, nova defesa do ex-presidente brasileiro: "Lula não fez nada de errado."

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags