PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Cearense Raffael descreve sensação na volta do futebol na Alemanha: "não parecia real"

Além da retomada do esporte, o meia-atacante Raffael Caetano, 35 anos, ídolo do Borussia Monchengladbach, vibrou com a vitória da equipe sobre o Eintracht Frankfurt

Lucas Mota
18:41 | 17/05/2020
RAFFAEL é cearense e atua há dez anos na Alemanha
RAFFAEL é cearense e atua há dez anos na Alemanha (Foto: AFP)

Mais de dois meses depois da paralisação por causa do coronavírus, o futebol na Alemanha retomou o calendário de jogos. Um cearense em especial teve motivos para comemorar em dobro. Além da retomada do esporte, o meia-atacante Raffael Caetano, 35 anos, ídolo do Borussia Monchengladbach, vibrou com a vitória da equipe sobre o Eintracht Frankfurt por 3 a 1, assumindo a terceira colocação.

+ Do bairro de Fátima para a Alemanha: a trajetória do cearense Raffael, ídolo no futebol alemão

A Alemanha foi o primeiro país a retomar o futebol em meio à pandemia. Raffael vivenciou as mudanças do "novo futebol" pós-coronavírus. Uso de máscaras, partidas sem protocolos de início (entrada em campo padrão e hino), comemorações sem contato e jogadores reservas mantendo distância entre si e sentados na arquibancada.

+ "Falta eu jogar no time do meu coração", diz Raffael sobre o Ceará

"Foi uma sensação de não acreditar em estar ali novamente, o futebol voltando. O mundo todo parado por esse problema, todo mundo querendo, e a gente poder exercer nossa função, enquanto muitos não podem ainda. Não caiu a ficha. Voltar essa rotina, de treinamento, semana de jogo, não parecia real pela situação que se encontra o mundo todo", comentou o jogador.

Nos bastidores, jogadores e comissões técnicas eram alertadas com frequência sobre os cuidados de higienização. Manter a distância, usar máscara e limpar as mãos eram as recomendações passadas, segundo Raffael.

"As autoridades estavam sempre informando para continuarmos o que vínhamos fazendo nesse período, não ficar próximo do companheiro, ter esses cuidados sempre. Foi tomado todos os cuidados", afirmou.

A Alemanha passou a flexibilizar o isolamento social em 20 de abril. Com medidas preventivas, comércios, bares e restaurantes foram reabertos, além de outros setores. Para Raffael, a volta do futebol não lhe trouxe qualquer receio.

"Medo, não tive nenhum. Todas as equipes passaram por exames rígidos três vezes por semana. A diretoria parabenizou nosso grupo por ter seguido todas as regras direitinho, que é para continuar dessa maneira. Vai ser assim até o fim do campeonato", concluiu.

A volta da Bundesliga contou com oito jogos entre sábado, 16, e domingo, 17. Na briga pelo título da competição, o Bayern de Munique e o Borussia Dortmund venceram na rodada e mantiveram suas posições de líder e vice com quatro pontos de diferença. Nesta segunda-feira, 18, o Werder Bremen encara o Bayern Leverkusen, às 15h30min.

Listen to "#96 - E as contratações? Mercado da bola pós-pandemia" on Spreaker.