PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Cadeiras do Castelão: apenas duas pessoas são detidas suspeitas de vandalismo

Um adolescente de 15 anos e um homem de 25 anos foram flagrados pela PM em atos de vandalismo

15:35 | 11/11/2019
Polícia interveio na torcida uniformizada do Ceará com balas de borracha e bombas de efeito moral.
Polícia interveio na torcida uniformizada do Ceará com balas de borracha e bombas de efeito moral. (Foto: O POVO)

A confusão generalizada nas arquibancadas do Castelão, após o término do Clássico-Rei, neste domingo, 10, terminou com duas pessoas detidas suspeitas de vandalismo por depredar cadeiras. Conforme assessoria da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), um homem de 25 anos e um adolescente, de 15, foram conduzidos ainda na noite de ontem por policiais militares lotados na Companhia de Policiamento de Eventos, que atuavam dentro do estádio.

"Um adolescente de 15 anos, sem passagens pela Polícia, foi apontado como um dos suspeitos de depredar as cadeiras da Arena. No momento da abordagem efetuada pela PM, ele tentou fugir, mas foi capturado. Próximo a ele também estava um homem de 25 anos, sem antecedentes criminais, que foi detido também por atos de vandalismos", detalha a nota da SSPDS.

Conforme a pasta, o homem foi conduzido ao 16° Distrito Policial (DP) e foi autuado em um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) "por promover tumulto, praticar ou incitar a violência, de acordo com o Estatuto do Torcedor". O adolescente foi levado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), onde foi "lavrado um Ato Infracional análogo ao crime de dano".