Participamos do

Presidente detalha problemas financeiros do Barcelona e revela dívida de R$ 8 bilhões

Cinco meses após ser eleito, Joan Laporta faz balanço da situação do clube catalão, critica antecessor e assegura que fez o possível para tentar manter Lionel Messi
15:51 | Ago. 16, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Joan Laporta, presidente do Barcelona, concedeu uma entrevista coletiva nesta segunda-feira. O grande tema abordado foi a atual situação financeira do clube, que recentemente perdeu Lionel Messi para o Paris Saint-Germain.

Laporta enfatizou como assumiu um clube com vários problemas deixados pelo seu antecessor Josep Maria Bartomeu. "Encontramos um contexto de uma política esportiva errônea que causa danos à entidade. É uma pirâmide invertida, na qual os veteranos têm contratos longos e os jovens têm contratos curtos. E é difícil renegociar contratos. Essas reduções salariais que os gestores anteriores se vangloriaram, uma redução de 68 milhões de euros, mas na realidade não é redução porque a encontramos na forma de bônus de rescisão de contrato."

Bartomeu, inclusive chegou a escrever uma carta falando que não deixou o Barça em grave situação econômica. Rebatendo, Laporta afirmou que a dívida do clube chegou a bater 1,35 bilhão de euros (R$ 8 milhões) em março.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Eles apresentaram um orçamento com hipóteses difíceis de cumprir. Várias delas não foram cumpridas. E portanto o orçamento deu menos de 320 milhões de euros para a temporada 20/21. Provoca uma situação económica e patrimonial preocupante e situação financeira dramática".

Em relação a saída de Messi, Laporta garantiu que o clube "fez de tudo dentro das possibilidades financeiras" para manter o ídolo e disse que o argentino "merece ser feliz".

Por fim, Laporta mandou um recado otimista aos torcedores do Barcelona. "Já sabíamos que a situação era preocupante, mas os meus companheiros e eu amamos o Barça e tínhamos um plano. Agora estou muito animado e vendo mais o time ontem, convencido de que as decisões certas foram tomadas. No caso de Messi, triste, mas necessário, porque a instituição está acima de tudo. Foi uma entrevista coletiva para contextualizar certas coisas. Não nos assusta porque o desafio é muito grande e poderemos reverter isso. É uma nova era que nasce que, se estivermos todos unidos, terá muito sucesso, estou convencido", finalizou.

O Barcelona estreou com vitória no Campeonato Espanhol 2021/2022. A equipe venceu a Real Sociedad no Camp Nou por 4 a 2, no último final de semana.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags