Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Barcelona anuncia que Messi não permanecerá no clube

Lionel Messi e Barcelona já tinham acordo para renovação, mas problema com as regras da La Liga fizeram o argentino sair do clube catalão após 22 anos
15:21 | Ago. 05, 2021
Autor - Brenno Rebouças
Foto do autor
- Brenno Rebouças Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

O Barcelona anunciou oficialmente, na tarde desta quinta-feira, 5, que o argentino Lionel Messi não seguirá no clube. Segundo a equipe catalã, apesar das duas partes terem chegado a um acordo para a renovação de contrato, normas econômicas e estruturais da La Liga impedem a formalização do novo vínculo.

+ Por que Messi saiu do Barcelona e para qual time ele vai?

Para cumprir as determinações impostas pela entidade que rege o principal torneio local, o Barcelona seria obrigado a reduzir sua folha salarial. Com status de maior jogador da história do clube, o astro, evidentemente, recebia altos vencimentos.

No texto publicado em seu site oficial, o Barcelona diz que a renovação de contrato deveria ser assinada nesta quinta e lamentou a impossibilidade. A nota traz ainda um agradecimento formal ao jogador, que defendeu a equipe por mais de 20 anos.

Durante 17 temporadas, Messi marcou 672 gols em 778 partidas com a camisa do Barcelona, seu único clube profissional. Ganhador de seis prêmios de melhor do mundo, ele enfileirou títulos pelo time catalão, entre eles 4 edições da Champions e três do Mundial.

"O Barça agradece de todo o coração ao jogador, que contribuiu para a valorização da instituição e deseja-lhe o melhor na sua vida pessoal e profissional", diz o texto.

Com Gazeta Esportiva


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Por que Messi saiu do Barcelona e para qual time ele vai?

craque argentino
20:58 | Ago. 05, 2021
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Com o anúncio hoje, quinta-feira, 5, da saída definitiva do argentino Lionel Messi do Barcelona após mais de 20 anos defendendo o clube, o destino do craque foi a principal dúvida que restou para os torcedores e amantes do futebol. 

O clube justificou que, apesar das duas partes terem chegado a um acordo para a renovação de contrato, normas econômicas e estruturais da La Liga, o Campeonato Espanhol, impedem a formalização do novo vínculo.

Prováveis times que Messi pode ir jogar 

Paris Saint-Germain - PSG (FRA)

O PSG é um dos poucos clubes no mundo que pode pagar o salário do jogador. O clube francês montou nos últimos anos um elenco com grandes nomes para conquistar a Champions League. Além disso, a possibilidade de voltar a jogar com Neymar pode ser positivo para Messi.

Manchester City (ING)

Talvez o único clube, além do PSG, que tem condições financeiras de contratar o craque. O time joga na liga considerada a mais forte do mundo e Messi também pode gostar da ideia de trabalhar com Pep Guardiola novamente.

Newell's Old Boys (ARG)

O Newell's Old Boys foi o clube que abriu as portas para Messi no futebol. Ele começou nas categorias de base do time argentino, até ser notado por um olheiro do Barcelona. Com Messi conseguindo, finalmente, o seu objetivo de conquistar uma taça pela seleção da Argentina, muitos especulam que ele pode desejar encerrar a carreira no seu país de origem.

Juventus (ITA)

Uma das principais especulações dos fãs de Messi é a Juventus. Não pelo forte esquadrão ou por questões financeiras, mas por ser a equipe que Cristiano Ronaldo joga. Se a dupla CR7 e M10 fosse formada algum dia, seria um grande sonho realizado para os amantes de futebol, afinal, os dois são os grandes ídolos do futebol mundial. 

Comunicado da saída de Messi

“Apesar de ter chegado a um acordo entre o FC Barcelona e Leo Messi, com a clara intenção de ambas as partes de assinarem um novo contrato, este não pode ser formalizado devido a obstáculos econômicos e estruturais (regulamento espanhol LaLiga).

Diante desta situação, Lionel Messi não continuará vinculado ao FC Barcelona. Ambas as partes lamentam profundamente que os desejos do jogador e do clube não possam ser finalmente atendidos.

O Barça agradece de todo o coração ao jogador pela sua contribuição para a valorização da instituição e deseja-lhe o melhor na sua vida pessoal e profissional.”

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Messi e Barcelona encaminham acordo para renovação por cinco temporadas

Mercado da bola
15:15 | Jul. 14, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

O Barcelona está perto de renovar o contrato de Lionel Messi. De acordo com o jornal espanhol Sport, as conversas entre clube e jogador estão avançadas e a ampliação do vínculo do argentino deve ser concretizada em breve.

Desvinculado legalmente ao Barça desde 1º de julho, Messi compreende que a situação financeira do clube é delicada. E por conta disso acredita que, como líder, deveria dar o exemplo – no caso, renovar o contrato com grande corte salarial.

O periódico citado aponta para uma renovação por cinco temporadas e redução de 50% do salário do astro, que já aprovou os termos. Agora, os advogados de ambas as partes dão continuidade aos últimos detalhes burocráticos do contrato.

O novo vínculo prevê uma cláusula de rescisão válida em 350 milhões de euros (R$ 2,1 bilhões). Caso tudo seja confirmado, o anúncio da renovação deve ser realizado até o fim de julho.

Lionel Messi disputou 778 jogos oficiais pelo Barcelona: anotou 672 gols e 305 assistências. Na temporada 2020/21, ele jogou 47 partidas, balançou as redes 38 vezes e deu 14 passes para gol.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Neymar se diz "machucado", mas exalta Messi após final: "O melhor que vi jogar"

Revés na decisão
16:42 | Jul. 11, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

A Argentina derrotou o Brasil por 1 a 0 pela final da Copa América em pleno Maracanã no último sábado. Neste domingo, Neymar, camisa 10 da Seleção Brasileira, sem esconder sua chateação com o resultado, usou suas redes sociais para exaltar a conquista de Messi, seu companheiro nos tempos de Barcelona, que venceu seu primeiro título com a Seleção Argentina.

”Perder me machuca, me dói … é coisa que eu ainda não aprendi a conviver. Ontem quando perdi, fui dar um abraço ao maior e melhor da história que eu vi jogar. Meu amigo e irmão Messi, fiquei triste e falei pra ele “você me ganhou” fico triste demais por ter perdido. Mas esse cara é f…”, escreveu Neymar.

”Tenho um respeito muito grande pelo o que ele fez pelo futebol e principalmente por mim. Odeio perder! Mas desfrute do seu título, o futebol te esperava por esse momento! Parabéns hermano”, disse o brasileiro.

Messi terminou a Copa América liderando a artilharia da competição com quatro gols marcados. Agora, o craque argentino se redime após ter perdido três finais do torneio em sua carreira. Em 2007, para o Brasil, e em 2015 e 2016 para o Chile.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Argentina bate Brasil no Maracanã e, com Messi, levanta uma taça após 28 anos

Copa América
01:30 | Jul. 11, 2021
Autor André Bloc
Foto do autor
André Bloc Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Era 4 de julho de 1993 em Gayaquil, no Equador, quando a Argentina venceu o México por 2 a 1, com gols de Gabriel Batistuta, e levantou a 12ª taça da Copa América. Lionel Andrés Messi Cuccittini, para muitos o maior jogador argentino da história, para outros o segundo melhor, para praticamente todos um dos três melhores, recém completara 6 anos.

De lá para cá veio um bicampeonato olímpico (sub-23) e só sobraram finais para o elenco principal — inclusive uma de Copa do Mundo, em 2014. No Maracanã, naquela decisão, a Alemanha venceu por 1 a 0 na prorrogação. Desta vez o mesmo palco lavou a alma do craque de uma geração. Num estádio com público parcial, em uma competição que provavelmente nem deveria ter ocorrido em decorrência da ainda descontrolada pandemia de Covid-19, uma justiça histórica foi feita. Pior para o Brasil.

A Argentina derrotou o Brasil por 1 a 0, com gol de Dí María, e levantou a primeira taça desde 4 de julho de 1993. Messi é campeão com a camisa azul e branca, em vez da blaugrana, do Barcelona, com que tantas glórias comemorou. Pela primeira vez na história da Copa América, a seleção brasileira não foi campeã em casa.

Messi não foi protagonista desta vez, ao contrário do que fez em todo o resto da competição — da qual sai artilheiro e líder em assistências. Podia ter sido vilão caso o Brasil empatasse, por ter se atrapalhado na cara do gol, diante de Ederson, em lance em que podia ter feito o 2 a 0. O gol não foi necessário, graças à disciplina tática de De Paul, Montiel, Paredes.

A partida teve um primeiro tempo equilibrado, de poucas chances em que a Argentina aproveitou a melhor delas. E um segundo de domínio brasileiro, contragolpes perigosos e placar inalterado.

O gol saiu aos 22 minutos. Em falha de Renan Lodi, Di María recebeu bela enfiada de bola de De Paul e encobriu a saída de Éderson para marcar um golaço. O Brasil pouco pressionou no restante da etapa.

Na segunda, a pressão foi total nos primeiros minutos e Richarlison chegou a empatar em bela trama de ataque. O assistente anulou o gol por impedimento, decisão ratificada pelo VAR.

Tite tentou dar novo ritmo ao time. Pôs Vinícius Jr., Gabigol, Emerson. As chances vinham, a Argentina cadenciava o jogo de forma tanto quanto violenta, e chegava até a ameaçar mais no talento de Di María e Messi.

O Brasil era o atual campeão do torneio, tendo vencido mesmo sem Neymar a edição passada, também em casa. Desta vez o camisa 10 estava em campo, motivado para ficar com a taça.

Entre 2013 e 2017, o brasileiro foi companheiro do camisa 10 argentino. Eram dois terços de um dos maiores ataques da história do futebol. O protagonista daquele Barcelona, porém, nunca foi outro.

Ele vestia a 10. Ele ainda a veste. E, ontem, naquele que é provavelmente o maior templo do futebol, naquele que é possivelmente o maior clássico do esporte, ele levantou a taça com uma camisa que não a azul-grená.

No dia 25 de novembro de 2020, o mundo — e, em especial, a Argentina — perdeu Maradona. Muito embora não estivesse em forma ou no time, ele ainda era atleta profissional naquele 4 de julho de 1993. Ou seja, o elenco principal argentino não era campeão desde que Don Diego se aposentou. Onde quer que ele esteja, ele festeja o título de Messi. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags