Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

PSB pode expulsar filiados que não apoiarem candidatura RC, diz Denis Bezerra

Dissidentes serão levados ao conselho de ética do partido e, como punição máxima, poderão ser excluídos definitivamente do quadro de filiados

O presidente do diretório estadual do PSB no Ceará, deputado federal Denis Bezerra, afirmou que o partido pode expulsar filiados que manifestarem apoio a outras candidaturas ao Governo do Estado que não seja a do ex-prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio (PDT). No último dia 27 de julho, a convenção socialista aprovou "apoio irrestrito" para o candidato do PDT ao Palácio da Abolição. A aliança, contudo, não é unanimidade entre os membros da sigla. Antes mesmo da formalização do acordo, prefeitos e lideranças do partido divulgaram manifesto contrário à coalizão com os pedetistas.

Questionado pelo O POVO sobre as divergências internas no partido, Denis Bezerra foi enfático: "Todo mundo já sabe qual é a posição do PSB nessas eleições aqui no Ceará. Vamos cobrar de todos os filiados que essa posição seja assumida e respeitada", asseverou. O presidente disse entender que "possíveis discordâncias são naturais dentro da democracia", mas ressaltou a necessidade de os filiados cumprirem o acordo intrapartidário homologado pela legenda durante a convenção.

Os dissidentes, segundo Bezerra, serão levados ao conselho de ética do partido e podem até ser expulsos caso recebam a punição máxima. "A orientação é que, diante dessas situações, haja o devido julgamento, conforme o rito interno. Caso o conselho entenda, serão aplicadas as punições previstas no estatuto, incluindo a expulsão", explicou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

As declarações do presidente do PSB ocorrem no mesmo dia em que o prefeito de Ibiapina, Marcos Leite, filiado ao partido, pediu desligamento da sigla para apoiar a candidatura de Elmano Freitas (PT), adversário de Roberto Cláudio. "Faz parte do jogo político", disse Bezerra sobre a baixa no partido. Ele afirmou, no entanto, que o pedido de desfiliação ainda não foi formalizado pelo gestor ao diretório estadual. Atualmente, o PSB possui nove prefeitos e 19 vice-prefeitos no seu quadro de filiados no Ceará.

Mesmo declarando apoio a Roberto Cláudio, o PSB cearense decidiu que vai seguir a aliança nacional do partido com o PT em apoio à candidatura de Lula à Presidência da República. Para o Senado, prevalece o acordo estadual. "Estamos esperando os partidos que formam a aliança definirem o nome. A princípio, essa indicação cabe ao PSDB, mas vamos acompanhar o processo até o seu desenrolar final", disse Bezerra. Segundo o presidente, há a possibilidade de que os socialistas indiquem nomes para a primeira ou segunda suplência. "Tudo vai depender das negociações que teremos nos próximos dias", acrescentou ele.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar