Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Evandro Leitão se reúne nesta terça com deputados do PDT para "aparar arestas"

O encontro acontece após novo momento de embate no PDT, tendo como pano de fundo a acirrada disputa interna entre a governadora Izolda Cela e o ex-prefeito Roberto Cláudio

O presidente da Assembleia Legislativa Evandro Leitão (PDT) anunciou nesta terça-feira, 21, que irá se reunir com os demais deputados estaduais do PDT para discutir as eleições para o Palácio da Abolição. Segundo ele, encontro tem como objetivo "aparar algumas arestas, se porventura existirem, mas sobretudo pra gente ter um discurso único e alinhar".

O encontro acontece após novo momento de embate no PDT, tendo como pano de fundo a acirrada disputa interna entre a governadora Izolda Cela e o ex-prefeito Roberto Cláudio. Ambos são favoritos para o posto de candidato ou candidata ao Palácio da Abolição nas eleições de outubro.

Durante evento do PDT em defesa da candidatura presidencial do ex-ministro Ciro Gomes, na última quarta-feira, 15, o presidente da sigla, Carlos Lupi, causou constrangimentos e protestos ao defender de forma enfática o nome de RC para o Governo do Estado, com direito a música que dizia “o melhor prefeito do Brasil vai virar governador”. Evandro Leitão achou a atitude "inoportuna" e "desrespeitosa", sendo acompanhado e apoiado por vários outro deputados do PDT em grupos da sigla no WhatsApp.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

“Não poderia deixar de expressar minha indignação pelo comportamento inoportuno e desrespeitoso do presidente nacional do nosso partido, sr. Carlos Lupi, que vem ao nosso Ceará e desrespeita o democrático processo de escolha de nosso candidato ao Governo”, disse o presidente da Assembleia.

O desabafo provocou série de respostas de deputados estaduais, que aproveitaram tanto para demonstrar solidariedade ao colega de partido quanto para cobrar uma definição sobre quem será o candidato do partido. "É por essas e outras manifestações que esse processo ficou desgastado e precisa ser repensado, do jeito que vai só nos prejudica", diz o deputado Tin Gomes (PDT). "Candidato já!", continua o deputado.

O deputado estadual Osmar Baquit (PDT) também defendeu Evandro, classificando postura de Lupi como "inaceitável". "O momento era oportuno para demonstrar nossa unidade. O que aconteceu foi lamentável", disse, destacando ainda que o senador Cid Gomes (PDT) "saberá agir de maneira democrática" no caso.

Outros deputados, como Salmito Filho (PDT), Oriel Nunes Filho (PDT), Jeová Mota (PDT), Sérgio Aguiar, Guilherme Landim (PDT) e Romeu Aldigueri (PDT) também se manifestaram contra a postura de Lupi. "O momento é de construção (...) estou muito preocupado com o rumo que o processo está tomando pois está mais divindo que agregando. Arestas e conflitos desnecessários devem ser evitados", disse Aldigueri.

Carlos Lupi não deixou por menos, e rebateu as críticas de Evandro: "Inadequado e desrespeitoso é o deputado Evandro Leitão, que mesmo sendo do PDT, chegou ao encontro do partido atrasado, ficou cerca de meia hora e foi embora. Independente de ser o presidente nacional do PDT, vivemos em uma democracia e tenho direito de manifestar minha opinião”, declarou o presidente do PDT.

As definições da legenda estão marcadas para ocorrer, segundo Ciro Gomes (PDT), até o fim da primeira quinzena de julho.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar