Participamos do

Whindersson Nunes diz que abusou de drogas após término com Luísa Sonza

O youtuber Whindersson Nunes falou sobre as dificuldades após o fim do relacionamento em seu novo livro "Vivendo como um guerreiro"
14:39 | Dez. 16, 2021
Autor Clara Menezes
Foto do autor
Clara Menezes Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Whindersson Nunes revelou que abusou do uso de drogas depois de seu término com Luísa Sonza. Os dois acabaram o casamento em abril do ano passado, mas o assunto retornou por meio de trecho do livro do youtuber, “Vivendo Como Um Guerreiro”.

Ele fala que também teve seu “penhasco”, em referência à letra da música da cantora. “Não havia mais intervalos entre as drogas. Eu acordava e desacordava para a vida. Eram drogas e mais drogas tentando estancar sei lá o que”, discorreu em texto divulgado pelo portal "Extra".

“Eu tenho a certeza de que não foi a Luísa a culpada. E não foi por ela que eu me lancei nesse abismo. Foi por mim. Foi por um buraco dentro de mim. Foi pela ausência das certezas da minha vida”, continuou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Bala, LSD em doses cavalares e algumas outras. Eu sofria tanto e achava que eu merecia. E o foco da minha vida virou nada, nas noites que não amanheciam. A sensação, às vezes, era de um descolar da alma do corpo. E o nada me fazia companhia. As drogas aumentaram as minhas paranoias. Medo das violências, medo das invasões da minha vida. E o pânico”, relatou.

Whindersson Nunes já falou publicamente sobre sua depressão em momentos anteriores. Desde 2019, conta sobre alguns períodos que enfrentou e sobre seu tratamento psicológico.

O youtuber e Luísa Sonza se conheceram em 2017: “No dia que encontrei a Luísa, eu estava virado de droga, não estava bem, estava em busca de algo que eu não sabia (…) quando a vi pela primeira vez, eu a vi no efeito da droga. Eu a vi meio que brilhando". No livro, discorre sobre como a cantora lhe ajudou a melhorar a autoestima.

Ele reconhece que, após o término, errou ao ter ficado em silêncio em relação aos comentários de ódio que a ex-mulher enfrentou. “A minha forma de lidar com essas situações é muito minha. Eu falo com o silêncio. Eu falo com o recolhimento. E, às vezes, falo errado. Reconheço que errei”, desculpou-se.

“Quando acabei com a Luísa, era o comecinho da pandemia. Estar sozinho, não sair de casa, me levou a uma viagem que não é uma boa viagem. Sem saber o que fazer, na minha cabeça, para terminar a viagem, eu tive que terminar do jeito que eu comecei. E, dessa vez, foi muito pior”, pontuou.

Colunistas sempre disponíveis e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags