Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Covid-19: quatro hospitais de campanha da rede estadual são desativados

A Sesa argumenta que o Estado passa por um momento de "maior controle dos índices epidemiológicos e assistenciais da pandemia" e a decisão visa uma "maior eficiência dos recursos da Saúde"
22:27 | Set. 24, 2021
Autor Leonardo Maia
Foto do autor
Leonardo Maia Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Hospitais de campanha da rede estadual destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19 terão suas estruturas parcialmente desativadas a partir da próxima segunda-feira, 27. Conforme a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), a decisão foi tomada devido ao “momento de maior controle dos índices epidemiológicos e assistenciais da pandemia de Covid-19” e visa uma “maior eficiência na gestão dos recursos da Saúde.

Será desativada parte dos leitos anexos aos seguintes hospitais: Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim, Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte, Geral César Cals (HGCC) e de Messejana (HM), estes dois últimos em Fortaleza. A pasta enfatiza que, caso necessário, tem expertise necessária para reativar os leitos de forma célere.

No pico da pandemia de Covid-19, a rede estadual de saúde abriu Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) exclusivas para atender pacientes com a doença e chegou ao total de 5.205 leitos exclusivos para pacientes diagnosticados com a enfermidade: 3.858 de leitos de enfermaria e mais 1.347 de UTI. Nesta sexta-feira, 24, há 827 leitos ativos para Covid-19, segundo o IntegraSUS.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A ocupação de leitos no Estado segue em patamar baixo, comparado a semanas atrás. Os leitos de UTI registram ocupação de 31,19%, enquanto as enfermarias registram índice ainda menor, de 13,53%. O balanço leva em conta todas as unidades de saúde do Estado que atendem pacientes com a doença, tanto da rede pública como privada.

Em relação aos leitos de campanha restantes, os equipamentos continuarão recebendo pacientes, incluindo outros perfis fora os contaminados com a Covid-19. O órgão não divulgou quantos leitos serão desativados com a decisão, anunciada nesta noite. O POVO questionou a pasta sobre esse número, por meio de mensagem e ligação telefônica, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags