Participamos do

Caso Thyane e Safadão: 11 pessoas já foram ouvidas em investigação sobre vacinas

Terceira audiência para ouvir mais testemunhas na apuração de irregularidades na vacinação do casal está marcada para a próxima quinta-feira, 26
17:17 | Ago. 24, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ministério Público do Ceará (MPCE) informou, nesta terça-feira, 24, que 11 pessoas já foram ouvidas na investigação que apura irregularidades na vacinação contra a Covid-19 do cantor Wesley Safadão, da esposa e influencer Thyane Dantas e da produtora do artista, Sabrina Tavares, no dia 8 de julho, em Fortaleza. Os três também são investigados pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) da Capital.

Além do trio envolvido no caso, alguns servidores públicos de Fortaleza também foram escutados pelo órgão. Conforme nota enviada ao O POVO, o MPCE informa que eles foram ouvidos nos dias 12 a 18 de agosto. Nesta quinta-feira, 26, está marcada a terceira audiência para ouvir mais testemunhas do caso.

O Ministério Público também informou que o prazo para a conclusão das investigações é de 90 dias, conforme resolução do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Além das investigações do MPCE, o artista, a esposa e a produtora são investigados pela SMS, que informou anteriormente a abertura de um processo administrativo para averiguar a aplicação da vacina. O POVO procurou a SMS por e-mail para detalhar como estão as investigações do caso. Pasta apenas informou que "o caso está sendo apurado".

SOBRE O ASSUNTO | 

Proposta após "caso Safadão", CPI dos fura-filas trava na Câmara de Fortaleza

Vacina da Covid: produtora de Safadão também é investigada por suspeita de irregularidade

Xepa de vacina contra Covid-19 existe em Fortaleza? Saiba como o processo funciona

Caso Thyane e Safadão

No dia 8 de julho, a influencer Thyane Dantas, 30, recebeu a vacina contra a Covid-19 de forma antecipada, pois a faixa etária da esposa do cantor Wesley Safadão ainda não estava sendo convocada na lista de agendados para a imunização contra a doença, em Fortaleza. Na época, Thyane disse ter sido contemplada pela "xepa" da vacina. SMS descartou o argumento da influencer.

No caso do Safadão e da produtora Sabrina Tavares, ambos são investigados por terem sido imunizados fora do local de convocação pela Prefeitura da Capital. O nome do cantor e da produtora constavam na lista de agendados para imunização no Centro de Eventos, no bairro Edson Queiroz, mas eles foram vacinados no North Shopping Jóquei. O Ministério Público apura se eles se dirigiram a outro local para escolher o imunizante.

Confira a nota na íntegra:

"O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) informa que as investigações estão em curso, sendo que 11 pessoas já foram ouvidas nos dias 12 e 18 de agosto, incluindo aquelas diretamente envolvidas no caso e alguns servidores públicos. Outras pessoas serão ouvidas em audiência marcada para a quinta-feira (26/08). Ademais, ainda há diligências em andamento. O prazo para a conclusão das investigações é de 90 dias, conforme resolução do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Quanto à sindicância da Secretaria da Saúde do Município de Fortaleza (SMS), o MPCE não possui informações, pois se trata de procedimento afeto àquele órgão municipal."

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags